Grupos de baleias jubarte escapam do risco de extinção


01
Divulgação

A maioria das populações de baleias jubarte foi retirada da lista de espécies em risco de extinção, na qual haviam sido incluídas há quase meio século quando registravam um nível historicamente baixo devido à caça.

Este status, atribuído aos animais em risco, não se justifica mais para nove de quatorze populações destes cetáceos que existem no mundo, decidiu a Agência Americana Oceânica e Atmosférica (NOAA).

Contudo, quatro populações restantes são consideradas em perigo de desaparecer e uma foi reabilitada à lista dos animais ameaçados.
“Esta decisão marca um verdadeiro sucesso ecológico”, declarou em um comunicado, Eileen Sobeck, administradora adjunta do serviço de pesca do NOAA.

“As baleias, entre as quais estão as jubarte, têm um papel muito importante dentro de nosso sistema marinho”, acrescentou ao afirmar que ter seguido estas populações de maneira independente “permitiu à NOAA adaptar suas aproximações de proteção segundo as necessidades de cada uma delas”.

A caça comercial reduziu notoriamente o número de baleias jubarte, cuja população registrou seus níveis mais baixos na década de 1960.

Em 2015, a NOAA havia proposto retirar 10 das 14 populações da lista de espécies em risco e abrir um período de consulta pública antes de chegar a esta decisão.

Fonte: Estado de Minas


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTELIONATO

MALDADE

ESTADOS UNIDOS

FEBRE AMARELA

REVERSÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>