Prefeitura doará medicamentos, materiais descartáveis e produtos de limpeza à Suípa


05
Divulgação

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (Sepda) definiu a ajuda que prestará à Sociedade União Internacional Protetora dos Animais (Suípa): serão 41 itens de medicamentos, 34 materiais descartáveis (como agulhas, algodão, esparadrapo e seringa) e sete itens de material de limpeza. Como a entidade já arrecadou, no último fim de semana, 60 toneladas de ração, o acordo não inclui o alimento dos animais. A ajuda deve começar a chegar à Suípa na semana que vem.

“Acho que essa é uma colaboração necessária, inevitável, porque sabemos que a eficiência da Suípa nos interessa como política pública”, afirmou Vinícius Cordeiro, secretário municipal de Proteção e Defesa dos Animais.

Ele afirmou também que espera estabelecer uma parceria maior com a ONG. “Não pretendemos parar por aí, esta foi apenas uma colaboração emergencial. Agora teremos mais reuniões com o comando da Suípa para definirmos um modelo de parceria mais permanente. Mas também precisamos aguardar a votação que definirá o novo presidente da Suípa, para sabermos com quem vamos prosseguir essas conversas”.

Para Raquel Rocha, supervisora veterinária da Suípa, a continuidade da parceria é fundamental. “O material que nós conseguimos arrecadar é suficiente para nos manter por um mês. O que acontecerá depois disso é a grande questão. Torcemos para que a prefeitura continue nos ajudando”, afirmou Raquel Rocha, supervisora veterinária da Suípa.

A ajuda emergencial da prefeitura foi decidida após reunião nesta segunda-feira, da qual participaram o secretário Cordeiro; a supervisora veterinária, Raquel; e o presidente da Comissão de Defesa aos Animais da OAB, Reynaldo Velloso. A OAB está acompanhando o acordo entre a prefeitura e a Suípa.

A Suípa passa por forte crise desde que, após a morte de sua presidente, Isabel Cristina Nascimento, a conta bancária da ONG foi bloqueada. Além disso, segundo Reynaldo Velloso, da OAB, a ONG tem uma dívida de R$ 17 milhões com o Governo Federal.

Velloso acredita que a ajuda à Suípa deve estimular o município, o estado e o Governo Federal a ajudarem mais abrigos de animais.

“Esta foi a primeira vez que o poder público ajudou a Suípa. Espero que sirva também os outros abrigos. Até porque, ao retirar animais em situação das ruas, eles previnem a transmissão de certas doenças; e, ao contribuir com a saúde pública, eles merecem também um desconto fiscal”, afirmou.

Fonte: Extra Globo


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMPANHIA

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>