Abrigo libera cães para dormir na casa de pessoas interessadas e ação facilita adoção dos animais


15
Divulgação

Preocupados com Paul Anka, e animais que assim como ele ficam meses e até anos em abrigos, o pessoal do LifeLine Animal Project começou a pensar em formas de atrair pessoas interessadas em adotar animais até que tiveram uma ótima ideia: vestir Paul Anka de pijama e apresentar-lhe para que possíveis adotantes pudessem levá-lo como convidado por uma noite.

Isso mesmo, a ideia era realmente chamar a atenção para o animal e também fazer com que as pessoas interessadas pudessem ter a oportunidade de ter o cão uma noite em suas casas para ver de perto como ele realmente poderia ser um ótimo membro da família. E não é que deu certo?

12
Divulgação

Justamente nesse mesmo período, os filhos de Janna Sayer estavam convencendo seus pais a levarem um cão para casa. Mas, o marido de Janna tinha apenas uma exigência, e que afetava diretamente Paul Anka, ele não queria Pit Bulls.

Porém, antes que a raça fosse realmente cortada da lista da família, um amigo que trabalha com resgate de animais lhes mostrou um vídeo de Paul Anka no abrigo. As cenas mostravam o cão como um animal muito bom e amoroso, assim como ele era descrito nas redes sociais do abrigo onde estava.

Divulgação
Divulgação

Depois disso, a família viu Paul Anka de pijama em um anúncio do abrigo dizendo que ele estava livre para ser levado para casa por uma noite. Parecia um chamado do cão para aquela família.

Pouco tempo depois, Paul Anka foi passar a noite com a família Sayer. Para esta noite o abrigo forneceu tudo o que o animal poderia precisar, incluindo alimentação e tigelas.

Apenas meia hora depois do animal chegar na casa, todos da família sabiam que o cão era perfeito para eles e logo Paul Anka foi adotado. O cachorro, que recebeu o nome de Bryn, adora brincar com seus irmãos humanos e fez com que seu papai mudasse seus pensamentos em relação aos cães da raça Pit Bull.

Divulgação
Divulgação

Agora, o abrigo LifeLine Animal Project está fazendo a mesma coisa com outros cães como Paul Anka antes da adoção, que estão há muito tempo procurando e sem conseguir uma família.

Além de mostrar os animais para que possíveis adotantes possam os conhecer de verdade, essas “hospedagens” por uma noite também têm a intenção de dar aos cães um descanso dos abrigos, que podem ser estressantes e até tristes para muitos animais.

Divulgação
Divulgação

Ter um cão em casa, mesmo que por uma noite, é uma ótima forma de conhecê-lo de verdade, em um lugar tranquilo onde ele não precisa brigar por atenção.

Janna Sayer encoraja outras famílias a fazer o mesmo, principalmente para aqueles que já desejam levar um animal para casa e estão precisando apenas de um empurrãozinho.

Fonte: Portal do Dog


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA

RECEPÇÃO

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>