Cachorro enterrado vivo é resgatado por voluntários em Maceió (AL)


No dia 24 de agosto, o Núcleo de Educação Ambiental Francisco de Assis (NEAFA) recebeu a ligação do Soldado do Corpo de Bombeiros, Thiago Omena, que foi informado sobre um cão que havia sido enterrado vivo no bairro do Ouro Preto, em Maceió, daí uma representante da ONG ligou para a presidente da Comissão de Bem-Estar Animal, Dra. Rosana Jambo, que prontamente se articulou com o restante da sua equipe para solucionar o caso. (Foto/Ascom Neafa)
Divulgação

No dia 24 de agosto, o Núcleo de Educação Ambiental Francisco de Assis (NEAFA) recebeu a ligação do Soldado do Corpo de Bombeiros, Thiago Omena, que foi informado sobre um cão que havia sido enterrado vivo no bairro do Ouro Preto, em Maceió, daí uma representante da ONG ligou para a presidente da Comissão de Bem-Estar Animal, Dra. Rosana Jambo, que prontamente se articulou com o restante da sua equipe para solucionar o caso.

Logo após ser desenterrado, o cão ficou sob a tutela temporária de uma senhora que se sensibilizou com a situação do animal, batizado de Nestor, e deu lar temporário. Na manhã da quinta-feira (25), ele foi encaminhado para atendimento na sede do Neafa e a médica veterinária Elizabeth Lima, bem como seu auxiliar, Luiz Kleber, prestaram os primeiros socorros.

De acordo com a médica veterinária e responsável técnica do Neafa, Elizabeth Lima, que atendeu o Nestor, a situação estava lamentável. “O animal se encontra muito magro e estava repleto de miíase nas patas, que logo foram retiradas. É muito difícil ter que lidar com a maldade humana. Atendi o lindo filhote que foi enterrado vivo, algo monstruoso que foi cometido por alguém sem amor no coração, mas ele agora está em boas mãos e será tratado por nós”, disse Lima.

“A Comissão de Bem-Estar Animal da OAB/AL iniciou as averiguações para responsabilizar os culpados pela atrocidade cometida contra o animal. Vamos conseguir encontrar quem cometeu o crime. Pediremos o apoio da Polícia Militar e não descansaremos até resolver esse caso que consideramos um grande absurdo”, colocou a presidente da comissão, Dra. Rosana Jambo.

Para a coordenadora do Neafa, Pallova Costa, a situação em que o animal se encontrava assim que chegou para consulta foi muito triste e o que se espera é punição para os que cometeram tal atrocidade. “Queremos punição e com toda certeza a Comissão de Bem-Estar Animal irá trabalhar para isso. O cão foi diagnosticado com a doença do carrapato, desnutrição e repleto de miíases (larvas). Queremos justiça e quem puder ajudar este inocente cãozinho, basta entrar em contato com o Neafa”, finalizou.

Após o término do tratamento, o Nestor vai ficar temporariamente no Grupo Resgatei até que um tutor amável e responsável adote-o. Qualquer ato de maus-tratos envolvendo um animal deverá ser denunciado. Aconselha-se que os casos de flagrante de maus-tratos e/ou que a vida de animais estejam em risco, acione a Polícia pelo 190 e aguarde no local até que a situação esteja regularizada. A Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais) prevê os maus-tratos como crime de comina as penas. O contato da Comissão de Bem-Estar Animal da OAB/AL É (82) 3023-7200.

Fonte: Alagoas 24 Horas com informações de Ascom Neafa


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA

FINAL FELIZ

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>