Nova publicação será dedicada à senciência animal


Redação ANDA – Agência de Notícias dos Direitos Animais

Reprodução/iStock
Reprodução/iStock

Uma nova revista científica não é meramente um novo local para a publicação de pesquisas. Ao contrário: encoraja o desenvolvimento da ciência, criar uma nova comunidade de investigadores e, até certo ponto, contribuir para o estabelecimento de novos campos.

Recentemente, Stevan Harnard criou uma nova revista dedicada ao estudo do sentimento animal. E com base na repercussão das publicações feitas na internet, o veículo pode ser um enorme sucesso, reporta o NPR.

As primeiras questões tratadas na revista foram a dor sentida por peixes, o luto dos animais, entre outras.

Na introdução do editorial da revista nomeada “A senciência animal: Revista Interdisciplinar sobre Sentimento Animal”, Harnad escreve: “A edição inaugural será iniciada com a pergunta mais importante (para peixes) que é se os peixes podem sentir dor.”

“Os membros das espécies não humanas em discussão não serão capazes de participar da conversa, mas seus porta-vozes e defensores, os especialistas que melhor os conhecem irão”, continua ele.

O tom dos comentários de Harnad mostra o que mudou nos últimos anos e como o lançamento da revista é tão imperativo.

“Por mais difícil que seja de acreditar, acho que os cientistas estão muito divididos sobre a senciência animal. Porém, a convicção por parte de muitos sobre esse assunto é um fato de enorme importância moral, social e política e tem aumentado consideravelmente”, diz o filósofo Alva Noë, em artigo no NPR.

“Se não houver nenhuma mudança radical teórica, eu acho que há uma questão ética. A vida dos animais importa e sempre que essas questões vêm à tona, a convicção de que os interesses animais precisam ser levados a sério é agora uma norma”, completa ele.

Ainda não dá para saber qual será o alcance da publicação e qual será sua influência entre cientistas. Mesmo assim, a “Senciência animal” está dedicada a explorar em profundida o que, como, e por que os organismos sentem.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>