CONTEÚDO ANDA

Bebê elefante gravemente ferido por armadilha é socorrido no Zimbábue

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/AWARE
Reprodução/AWARE

Este bebê elefante de três meses foi encontrado pela primeira vez por um gerente de um acampamento na Grande Área de Conservação Transfronteira em Mapungubwe (TFCA) no Zimbábue durante a primeira semana de julho.

Sua perna direita estava severamente inchada e ele precisava urgentemente de cuidados médicos. O gerente do acampamento tirou fotos do elefante e as enviou ao grupo AWARE Trust do Zimbábue, relata o The Dodo.

Ao receberem as fotos do filhote, os veterinários da AWARE imediatamente começaram a seguir o elefante e obtiveram permissão para realizar pesquisas nos parques da vida selvagem. Eles entraram em contato com os moradores locais para ver se alguém possuía alguma informação sobre o pequeno elefante e sua preocupante condição.

A partir das fotos fornecidas, a equipe descobriu que o pé do filhote estava preso em uma armadilha.

Quando os veterinários foram capazes de alcançar o local onde Keith, sua mãe e a manada tinha se reunido durante dois dias já era tarde demais: o elefante ferido e sua manada haviam desaparecido.

A equipe da AWARE buscou os animais por dois dias, mas infelizmente não tinha mais fundos disponíveis para continuar a operação. Semanas depois, a AWARE ganharia a oportunidade de resgatar Keith.

“Nos últimos 10 dias, recebemos relatos de pessoas que viram o animal juntamente com algumas fotos que mostram a condição de deterioração do filhote”, escreveu aAWARE em um post publicada no Facebook em 24 de julho.

Finalmente, Keith foi encontrado. “Seu pé inchado era inconfundível do helicóptero”, escreveu a AWARE.

Reprodução/AWARE
Reprodução/AWARE

A mãe muito protetora de Keith, que jamais o deixou, foi tranquilizada junto com seu filhote e os veterinários finalmente foram capazes de observar mais atentamente a extensão da lesão de Keith.

A armadilha estava tão profundamente enraizada na sua perna que havia chegado até o osso. Um raio-X realizado no local mostrou danos causados a seus pés também.

Apesar da lesão, Keith ainda tinha uma boa circulação sanguínea e, segundo seus socorristas, ele tem uma boa chance de recuperação devido à sua juventude.

Os veterinários limparam as feridas de Keith e deram-lhe medicação para aliviar a dor, além de antibióticos de longa duração.

Depois que a equipe cuidou Keith, eles acordaram o filhote e sua mãe. Os socorristas acreditam que Keith ficará com um pé deformado, mas o filhote já demonstrou que não tem nenhum problema em se manter com três pernas ao lado de sua manada.

Agora Keith não terá de suportar a dor que o atormentava há semanas graças aos veterinários que se recusaram a desistir de salvá-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui