CONTEÚDO ANDA

Bebê coala órfão se recupera em centro de resgate na Austrália

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/AmigosdosCoalas
Reprodução/AmigosdosCoalas

Este é Balou. Não se sabe por que sua mãe o deixou, mas ele tem sorte de estar vivo.

“Vivi estreitamente próxima a coalas por 20 anos,” escreveu a residente de Rosbank (Austrália) Betty Blue no Facebook, descrevendo como ela encontrou Balou, segundo informações do The Dodo.

“A mãe tinha estado na área por alguns dias, mas na noite seguinte eu decidi investigar e fiquei bastante surpresa ao encontrá-lo no chão sem a mãe à vista”, contou ela.

Blue contatou pessoas que poderiam ajudar Balou a sobreviver. Os cuidadores da organização Amigos dos Coalas, um centro de cuidados em Nova Gales do Sul, foi à residência de Blue para transferir Balou para seu novo lar adotivo, onde ele irá se recuperar durante entre os próximos seis a oito meses.

Com frio e faminto, o pequeno Koala estava muito abaixo de seu peso ideal, mas agora ele está muito melhor.

“Balou começou a receber assistência de uma cuidadora em casa no dia em que ele chegou”, afirmou Susannah Keogh, coordenadora de cuidados do centro Amigos dos Coalas.

“Eles precisam estreitar seus laços rapidamente para que Balou continue a se alimentar e cresça adequadamente. Estou feliz em informar que ele está completamente afeiçoado por sua cuidadora e está tomando seu leite como um profissional”.

Os coalas precisam desenvolver uma bactéria digestiva específica para que possam comer folhas de eucalipto. Caso contrário, essas folhas são tóxicas.

“Na natureza, a mãe passa suas bactérias do intestino ao filhote por meio de suas fezes. É um grande passo para o desenvolvimento. Balou deve ingerir sua primeira folha de eucalipto nos dias que virão”, explicou Keogh.

Balou também está crescendo com a companhia um irmão adotivo, Nino, que foi encontrado sozinho depois que sua mãe foi atingida e morta por um carro.

Nino está em um estágio um pouco mais avançado de recuperação, aprendendo lentamente a subir. O centro Amigos dos Coalas ajuda cerca de 300 coalas a cada ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui