CONTEÚDO ANDA

Elefante baleado por caçador caminha até veterinários em busca de socorro

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/FundoConfiança
Reprodução/FundoConsciente

Um elefante do sexo masculino sobreviveu após ser baleado na cabeça por caçadores no Zimbábue.

Segundo veterinários, o animal foi encontrado com um buraco na cabeça apenas cinco centímetros acima do lugar que certamente acarretaria sua morte, informa o Daily Mail.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Eles suspeitam que caçadores atingiram o animal e acreditam que o elefante foi baleado fora do parque de Piscinas de Mana e conseguiu chegar ao local para receber socorro.

Veterinários do Fundo Consciente afirmaram que às vezes encontrar animais que estão lesionados pode ser uma corrida contra o tempo, mas o elefante gentil conseguiu caminhar para pedir ajuda e não mostrou sinais de agressão.

“É como se ele soubesse que tínhamos a intenção de ajudá-lo. Acreditamos que foi baleado fora do parque e veio para dentro em busca de refúgio”, declarou Lisa Marabini à BBC.

O elefante Pretty Boy foi até o carro dos profissionais em busca de socorro.

Reprodução/FundoConsciente
Reprodução/FundoConsciente

‘É um animal extremamente gentil e descontraído, os veterinários conseguiram localizar facilmente o buraco em sua testa”, disse um porta-voz da instituição.

Os veterinários lhe acalmaram e procuraram a bala, mas foi impossível encontrar a posição exata porque o crânio do animal é muito grande e é difícil que os raios-X mostrem os diferentes ângulos.

Os veterinários apelidaram o elefante de Pretty Boy após a remoção de fragmentos de ossos em torno da bala, que estavam cinco centímetros abaixo da superfície da ferida. Espera-se que o animal se recupere completamente.

Segundo o porta-voz da instituição, Pretty Boy recebeu antibióticos e parasiticidas.

Os veterinários estavam preocupados que suas costas fracas pudessem impedir que o animal ficasse de pé, mas ele se recuperou sem problemas e depois repousou a cabeça em uma árvore e cochilou durante meia hora.

“No dia seguinte, ele estava se sentindo muito mais feliz e muito relaxado e deixou que os veterinários chegassem mais perto para uma avaliação final”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui