Imagem de tartaruga morta revela impacto do plástico nas espécies marinhas


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/OneGreenPlanet
Reprodução/OneGreenPlanet

Pode ser fácil esquecer o impacto gerado pelo nosso lixo. Nós gostamos de plástico, porque torna a nossa vida incrivelmente conveniente. Porém, anualmente, os seres humanos despejam um total de 8,8 milhões de toneladas de plástico nos oceanos ao redor do mundo.

É uma enorme quantidade de detritos jogados nos oceanos e, para piorar, o plástico nunca desaparece totalmente. Ele se quebra em pedaços cada vez menores ao longo do tempo, mas é incrivelmente prejudicial às espécies marinhas, informa o One Green Planet.
Esta foto comovente da organização Conservação das Tartarugas Marinhas mostra com exatidão como o menor pedaço de plástico pode prejudicar a vida marinha.

De acordo com um post da organização no Facebook, esta pequena tartaruga foi descoberta em uma praia logo após nascer. Ela fez o seu caminho para fora do ninho, mas infelizmente ficou presa em um anel de plástico pequeno.

Voluntários acreditam que a tartaruga ficou exausta depois de tentar caminhar com o peso do anel de plástico em seu pescoço e, eventualmente, faleceu.

Esta é uma história incrivelmente triste, considerando o fato de que quase todas as espécies de tartarugas marinhas estão ameaçadas de extinção.

A tartaruga retratada pela foto é apenas um dos milhares de animais marinhos que enfrentam o impacto gerado pelo plástico todos os dias e seu destino é, infelizmente, comum entre a vida marinha.

Hoje, estima-se que 700 espécies marinhas estão em vias de extinção devido à ameaça que o plástico representa para elas sob formas variadas: pela ingestão, pelo enredamento e pela poluição.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>