Funcionários do Templo do Tigre pedem doações para alimentar dois mil animais restantes


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/BangkokPost
Reprodução/BangkokPost

Os trabalhadores do Templo do Tigre estão pedindo doações de alimentos para os dois mil animais restantes no local, depois que as autoridades realocaram os tigres, deixando a equipe sem meios para arrecadar dinheiro para alimentá-los.

A equipe de Wat Pa Luang Ta Maha Bua disse que não havia visitantes, após o Departamento de Parques Nacionais, Vida Selvagem e Conservação de Plantas (DNP), por ordem judicial, transferir tigres para vários centros de reprodução em outras províncias entre 30 de maio e 4 de junho, segundo o Khaosod Online, diz o Bangkok Post.

O templo, famoso entre os turistas pelos tigres de Bengala, foi acusado em maio de envolvimento no tráfico de animais silvestres. Mais tarde as autoridades 40 corpos de filhotes de tigres colocados em freezers. Nathawut Phokaew, um menino que servia os monges, disse que o templo praticamente havia fechado.

Embora o mosteiro não precise cuidar desses tigres transferidos, ainda é preciso alimentar cerca de dois mil outros animais, incluindo vacas, búfalos, cervos, javalis e outros, disse ele. Muitos bovinos foram resgatados ou comprados de matadouros.

Agora, os animais são alimentados com uma quantia de subsistência de legumes todos os dias porque o templo não pode arcar com os custos dos alimentos.

Nathawut disse que ele e outros funcionários do templo estão preocupados que o templo não tenha ninguém para alimentar os animais.

“Alguns deles ficaram doentes. Algumas estão grávidas. Não podemos fazer nada, a não ser deixá-los procurar alimentos no terreno do templo. Seria bom se os funcionários do governo, particularmente veterinários, viessem observá-los algumas vezes”.

“Também gostaríamos de convidar os amantes dos animais para doar alimentos para que possamos alimentá-los”, disse ele.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ALTERNATIVA VEGANA

TURQUIA

AMOR

ASFIXIA

ATO DE AMOR

GENEROSIDADE

MOÇAMBIQUE

ÍNDIA

MINAS GERAIS

ESTUDO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>