Cães de médica assassinada no DF são adotados, mas gatos ainda não têm lar


07
Divulgação

Amigos da médica assassinada em Sobradinho II realizaram neste sábado (11/6) uma feira de adoção para arrumar um lar para os animais domésticos da antiga tutora. Isabel Leal, que foi encontrada amarrada e morta na quarta-feira (8), tinha sete cães e mais de 20 gatos em sua casa.

O evento, realizado na residência de Isabel, atraiu diversos amantes de animais. Assim, os sete cachorros, incluindo um paraplégico, conseguiram novos tutores. Porém, somente dois gatos foram levados. Cerca de 20 outros ainda precisam de uma casa, incluindo um paralítico, que requer cuidados médicos.

Ana Lúcia Ramos conta que a amiga, Isabel, tinha muito carinho pelos animais e que essa vontade de protegê-los será preservada pelos amigos. “Nos certificamos que os interessados têm condições de cuidar dos animais, pois é essencial que continuem amparados, assim como eram com a antiga tutora”, afirma.

Quem tiver interesse em adotar os gatos que ainda necessitam de um novo lar pode entrar em contato com o veterinário Amaury Figueiredo, pelo telefone (61) 99657-4886. Ana Lúcia pede, ao buscar os animais, as pessoas levem caixa de transporte para levá-los.

Divulgação
Divulgação

Fonte: Metrópoles


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

MAUS-TRATOS

HABITATS DESTRUÍDOS

OMISSÃO

ECONOMIA CIRCULAR

DEDICAÇÃO

TECONOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>