Médica assassinada no DF resgatava e cuidava de animais abandonados


Divulgação
Divulgação

Um assassinato em Sobradinho II chocou a população do Distrito Federal. A médica Isabel Leal foi encontrada morta em casa, na última quarta-feira (8/6). O caseiro Rafael Silva de Jesus teria entrado no local por volta de 19h de segunda (6), amarrado e amordaçado a vítima e, então, assaltado a residência. No domicílio, ficaram cerca de 40 gatos e sete cachorros. A servidora aposentada da Secretaria de Saúde tinha como vocação resgatar e ajudar animais abandonados.

Entre os animais estão uma gata e uma cadela paraplégicas. O médico veterinário e biólogo Amaury Poggi Figueiredo foi informado do caso por um grupo de amigos em comum da vítima. Ele visitou a residência e conta que todos os animais estão castrados e que eram tratados com muito amor. “Queremos ajudá-los e fazer com que a vocação da Isabel não se perca”, apontou Figueiredo.

Gata paraplégica acolhida pela médica
Gata paraplégica acolhida pela médica

Para que os animais tenham um novo lar, o veterinário e mais dois colegas vão abrir a casa da médica, no Condomínio Serra Azul, a partir das 10h de sábado (11), aos interessados em adotar os animais. Quem quiser mais detalhes sobre os cães e gatos ou informações sobre o evento, pode entrar em contato com Figueiredo pelo número (61) 99657-4886.

Fonte: Metrópoles


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRIME AMBIENTAL

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>