Cachorra é encontrada morta em residência de alunos de medicina veterinária e biologia, em Palotina (PR)


01 (2)
Divulgação

A Associação São Francisco de Assis (ASFA) recebeu uma denúncia anônima pela página do Facebook informando sobre uma cachorrinha que gritava muito nos fundos de uma casa localizada nas proximidades da UFPR.

Após a denúncia, uma voluntária da associação se deslocou até o local e encontrou a cachorrinha morta e em estado de decomposição, indicando que o animal morreu há aproximadamente 2 dias. Os rapazes que residem no local informaram que um deles cursa Medicina Veterinária e o outro Ciências Biológicas.

“Agora me pergunto, como um acadêmico de Medicina Veterinária e de Ciências iológicas deixam o animal chegar a este ponto? Eles que deveriam ser os principais responsáveis, defensores pelo bem estar do animal e serem exemplos para a sociedade, estão sendo covardes e agindo como muitas pessoas na sociedade, cadê o amor que dizem ter quando optou por fazer um curso superior relacionado a animais, a seres vivos? Porque continuar exercendo um curso, ocupando a vaga de alguém que queira realmente estudar e lutar pelos direitos animais?”, desabafou uma integrante da ASFA, a qual preferiu não ter o seu nome divulgado.

Divulgação
Divulgação

Maus-tratos é crime
Lei nº 9.605 de 12 de Fevereiro de 1998
Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências.

Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:

Pena
Detenção, de três meses a um ano, e multa.
§ 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.
§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Divulgação
Divulgação

Fonte: Correio do Ar


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>