Perseguição a crocodilo que atacou turista é suspensa


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/DailyMail
Reprodução/DailyMail

A perseguição a um crocodilo que feriu a turista neozelandesa Cindy Waldron ao se sentir ameaçado em uma praia australiana deve ser encerrada.

Segundo a polícia, as investigações devem continuar mas a busca pelo animal, que incluiu três armadilhas, não, diz o TVNZ.

Waldron foi atacada na praia Thornton no último domingo (29) e é provável que esteja morta, embora seu corpo não tenha sido encontrado.

Um crocodilo ficou preso em uma das armadilhas feitas pelos policiais, mas são necessários mais exames nos restos do animal assassinado e irreconhecível.

A família de Waldron declarou que não quer que o animal seja ferido, pois ele estava em seu habitat natural.

Waldron não foi vista desde que ela foi arrastada sob a água depois de nadar com sua amiga Leeann Mitchell.

O pai e a irmã de Waldron viajaram até a Nova Zelândia para estarem mais perto de onde Waldron passou seus últimos dias e dizer adeus.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>