Café vegano recebe apoio global após ataque de grupo fascista


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/VegNews
Reprodução/VegNews

Um café em Tblisi, Geórgia, foi atacado por mais de uma dúzia de nacionalistas radicais que levaram carnes ao restaurante vegano, as atiraram nos clientes, e começaram a fumar dentro do local.

O incidente ocorreu no Kiwi Café e resultou em uma briga de rua, na qual algumas pessoas expressaram sua raiva contra o estabelecimento e seus clientes, informa o VegNews.

Os proprietários do café revelaram que este grupo “fascista”, juntamente com os vizinhos, estão apreensivo com o restaurante vegano e citam “a aparência, a música ouvida , as ideias defendidas e o fato de que veganos não comem carne” como motivos por trás do ataque.

O café pediu que seus seguidores do Facebook mostrem apoio e visitem o local e recebeu centenas de mensagens de compaixão de todo o mundo.

Apesar da ocorrência, o café tem mantido suas portas abertas e afirmou que está “pronto para aceitar todos os clientes, independentemente da nacionalidade, raça, aparência, idade, sexo, orientação sexual, opiniões religiosas etc. A igualdade é a coisa mais importante para nós. Libertação animal! Libertação humana!”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SINERGIA

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL

INESPERADO

ASCENSÃO

GRATIDÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>