CONTEÚDO ANDA

"Zoológico da morte" é fechado na Indonésia após morte cruel de elefanta

Redação ANDA – Agência de Notícias dos Direitos Animais

Reprodução/GettyImages
Reprodução/GettyImages

Deitada no chão enquanto as lágrimas rolavam pelo seu rosto, a elefanta Yani tornou-se o mais recente animal a morrer em um dos “zoológicos da morte” da Indonésia.

A elefanta de Sumatra era mantida em gaiolas sujas e enferrujadas no zoológico de Bandung, na ilha de Java, e adoeceu na última semana, relata o Daily Mail.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Antes de sua morte, funcionários do zoológico decidiram tirar Yani da gaiola para colocá-la no chão.

Fotos mostravam o animal parecendo letárgico com grandes feridas em seu corpo enquanto as lágrimas escorriam pelo seu rosto momentos antes de sua morte.

Reprodução/DailyMail
Reprodução/DailyMail

Os esforços para salvar Yani também foram prejudicados pois o zoológico está sem um veterinário residente há quase um ano.
A causa da morte da elefanta ainda será determinada e o zoológico foi fechado enquanto aguarda uma investigação sobre a morte de Yani.

Um porta-voz do local insistiu que todas as medidas foram tomadas para salvar Yani, como a consulta com veterinários, tratadores de animais e o fornecimento de medicamentos.

Os zoológicos em péssimas condições da Indonésia têm provocado a ira de ativistas pelos direitos animais e políticos.

Com a indignação gerada pelo caso, o prefeito de Bandung Ridwan Kamil visitou a elefanta antes de sua morte.

A ativista Femke den Haas, do grupo Rede Animal de Assistência de Jacarta, criticou a falta de regras claras sobre vários aspectos administrados por zoológicos, como o tamanho das jaulas e a alimentação dos animais, além da própria crueldade instrínseca ao confinamento e exploração.

“O caso de Yani é realmente apenas a ponta do iceberg porque muitos animais estão morrendo nos jardins zoológicos da Indonésia.”

O WWF estima que há entre 2 mil e 400 a 2 mil e 800 elefantes de Sumatra em estado selvagem, prejudicados pela caça e pela perda de seu habitat.

Eles são classificados como criticamente ameaçados pela União Internacional para a Conservação da Natureza.

1 COMENTÁRIO

  1. QUANDO É QUE O SER HUMANO VAI CRIAR VERGONHA NA CARA E PARAR DE MACHUCAR, EXPLORAR E MALTRATAR NOSSOS ANIMAIS?! ELES NÃO MERECEM PAGAR COM SUA VIDA PELA “NOSSA” IGNORÂNCIA. TEMOS MUITO QUE APRENDER COM ELES, QUE, MESMO SENDO CONSIDERADOS “NÃO INTELIGENTES”, NOS DÃO UMA AULA DE COMPANHEIRISMO, DE FORÇA, DE LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA NUM MUNDO TÃO DEVASTADO PELA GANANCIA DO PODER. EU ESPERO DE CORAÇÃO QUE DEUS NOS PERDOE POR ESTARMOS ACABANDO COM TUDO DE BOM QUE ELE NOS DEU DE PRESENTE!

  2. Só Jesus e forte diante dessa humanidade sem noção e desses governos que não sabem o que é governar. Pensam que o mal não voltará para ninguém que o lança. Triste pesar, e uma vergonha para esse país tão rico em belezas naturais , mas com pessoas tão pobres em educação e direitos que o governam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui