Ativistas protestam contra o assassinato do gorila Harambe em zoológico


Gorila Harambe pertencia a uma espécie em extinção (Foto: Cincinnati Zoo/Reuters)
Gorila Harambe pertencia a uma espécie em extinção (Foto: Cincinnati Zoo/Reuters)

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Ativistas pelos direitos animais têm se posicionado com veemência nas mídias sociais após o assassinato covard de um gorila em um zoológico de Cincinnati no último sábado (28).

O gorila Harambe tinha 17 anos e foi morto por funcionários do zoológico depois que uma criança caiu em seu recinto, diz o Mashable.

O vídeo que mostrou o terrível incidente exibia o gorila tentando proteger o menino de quatro anos de idade.

“A criança não estava sob ataque, mas todos os tipos de coisas podem acontecer.” tentou justificar Thane Maynard, diretor do zoológico que autorizou o assassinato.

Em reação à polêmica morte do animal, várias pessoas se manifestaram nas redes sociais contra a decisão do zoológico e criaram no twitter hashtag #RIPHarambe, que tem ganhado cada vez mais força.

Muitas pessoas culparam os pais do menino por não protegê-lo, enquanto outros acreditam que o zoológico não tomou as medidas necessárias para impedir o episódio.

Em homenagem ao gorila, também foi criada a página do Facebook “Justiça para Harambe” também foi criada.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRIME AMBIENTAL

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>