Com apenas 60 animais ainda vivos, a vaquita marinha está à beira da extinção


01
Divulgação

O Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na sigla em inglês) advertiu nesta sexta-feira (13) que a vaquita marinha (Phocoena sinus) está à beira da extinção, já que de acordo com dados do Comitê Internacional para a Recuperação da Vaquita (Cirva) estima-se que em dezembro de 2015 só restavam 60 exemplares.

Divulgação
Divulgação

O WWF explicou que a vaquita, o mamífero marinho mais ameaçado do planeta, morre em redes usadas para capturar camarão e peixes, e informou que apesar de nos últimos anos as autoridades mexicanas terem aumentado significativamente os esforços para deter a pesca ilegal da totoaba, outra espécie em perigo que continua sendo predada, mais vaquitas continuam morrendo durante sua pesca.

O fundo ressaltou que em 2014 haviam 97 vaquitas; ou seja que 40% de sua população morreu no último ano.

“Praticamente se perdeu um ano nos esforços para salvar a vaquita. As 60 vaquitas que a Cirva estima que sobreviviam em dezembro provavelmente se reduziram mais 20%, porque ficaram presas e se afogaram na pesca descontrolada da totoaba entre janeiro e abril de 2016”, disse Omar Vidal, diretor-geral do WWF México.

A vaquita é endêmica da parte mais setentrional do Golfo da Califórnia. É o menor cetáceo (grupo que inclui baleias e golfinhos) que existe.

Fonte: UOL


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOLOCAUSTO

INSPIRAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

SOLIDARIEDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>