Mais de duzentos chimpanzés são libertados de laboratório em conquista histórica


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Reprodução/The Advocate
Foto: Reprodução/The Advocate

Mais de 200 chimpanzés que passaram a vida sendo explorados em um laboratório estão prestes a experimentar a liberdade.

Entre eles, estarão Hercules e Leo, dois chimpanzés por quem ativistas têm lutado há muitos anos, incluindo a primatologista Jane Goodall – famosa pela defesa dos primatas.

O New Iberia Research Center – um centro de pesquisa da Universidade de Louisiana, já exaustivamente denunciado por explorar chimpanzés – concordou em libertar os animais aos cuidados do Project Chimps, um santuário inaugurado esta semana, segundo o The Dodo.

Em abril, o laboratório National Institutes of Health anunciou a libertação de 50 chimpanzés, mas o processo de transferência para o santuário tem sido lento e os animais estão seriamente doentes. Espera-se que desta vez seja diferente.

“Estamos fazendo História,” disse Sarah Baeclker, presidente do Project Chimps, em declaração oficial. “É uma grande vitória e um momento marcante para todos os chimpanzés”.

Foto: Reprodução/The Dodo
Foto: Reprodução/The Dodo

Esta será uma das maiores libertações de chimpanzés da História; e a primeira vez que um centro de pesquisas privado cedeu à pressão dos ativistas pelos direitos animais – refletindo uma grande mudança na opinião pública a respeito da vivissecção.

O mais velho dos chimpanzés resgatados tem 50 anos e o mais jovem apenas um ano. A maioria deles nasceu no próprio centro, enquanto os mais velhos foram brutalmente arrancados da natureza.

O novo lar dos animais será uma propriedade de 236 acres em Blue Ridge, Gorgia. O santuário tem capacidade para acolher cerca de cem animais, mas já está sendo ampliado para receber até 300 chimpanzés.

Os primeiros dez primatas irão para o santuário em junho, e o restante será introduzido aos poucos em grupos familiares. Baeclker espera reproduzir um ambiente saudável para os animais, respeitando sua estrutura social.

Todos os chimpanzés explorados têm suas histórias de vida, mas Hercules e Leo são os mais conhecidos. No mês passado, Googdall lançou um apelo ao New Iberia em conjunto com o Nonhuman Rights Project para exigir a libertação imediata dos chimpanzés.

Foto: Reprodução/The Dodo
Foto: Reprodução/The Dodo

“Não há razão para prolongar a servidão e sofrimento desse animais,” declarou a ativista, a respeito de Hercules e Leo. “Por favor, façam a coisa certa.” Após o anúncio oficial da libertação, ela parabenizou o Project Chimps: “Dou cem por cento de apoio, é um sonho se tornando real.”

Para Baeckler Davis, o mais importante é que esses animais finalmente terão um local digno para viver em paz, depois de anos de tortura e abusos em nome da ciência.

“É um projeto construído durante toda uma vida”, ela disse. “Meus olhos se enchem de lágrimas quando penso na magnitude dessa conquista.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COVARDIA

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA

VITÓRIA

INVESTIGAÇÃO

FLÓRIDA

JAPÃO

AVANÇO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>