Centenas de animais morrem vítimas da seca no Camboja


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/Mak Remissa/EPA
Reprodução/Mak Remissa/EPA

Atrás de cabanas que ficam na principal rota entre a capital do Camboja e seus famosos templos de Angkor, os produtores de arroz Phem Phem e Sok Khoert buscam desesperadamente por água em um buraco no cimento.

Na região, há centenas de acres de terra seca e a maior preocupação das pessoas agora é ter água para beber, informa o The Guardian.

No distrito de Kampong Svay, o drama se repete e mostra que o Camboja enfrenta atualmente sua pior seca em décadas.

De acordo com Keo Vy, porta-voz da Comissão Nacional de Gestão de Desastres, a gravidade dessa situação não pode ser subestimada, pois afeta todo o país.

Dezenove províncias foram classificadas como em estado grave que exige “intervenção imediata” do governo, disse ele, e as autoridades têm pedido ajuda internacional, de ministérios, unidades militares, ONGs.

Vy também alertou que a população está mais exposta a doenças como a cólera, mas insistiu que o governo “não permitirá que o povo cambojano morra de sede”.

Ao longo das últimas semanas, o impacto na vida animal também tem sido significativo. Em Siem Reap, morreu uma elefante fêmea, que entrou em colapso após ser explorada no transporte de turistas em torno de Angkor Wat.

Na província de Battambang, no noroeste – uma das regiões mais atingidas no país – Radio Free Asia informou que pelo menos 30 macacos morreram devido ao calor. Já em Stung Treng, epelo menos, 200 búfalos e vacas faleceram.

A estação chuvosa do Camboja normalmente inicia em maio e continua até outubro. Este ano, Vy disse que o Ministério de Recursos Hídricos prevê que as chuvas não começarão antes de julho.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>