Após ser baleado na Cidade de Deus (RJ), cão da PM é adotado


09
Divulgação

De um dia para o outro, Maré Zero se tornou uma celebridade. Após ser baleado, na última quarta-feira (27), durante uma operação na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio, o cão farejador que adotou os policiais militares da UPP instalada na comunidade virou manchete. E mais: mesmo ainda sem obter alta, foi adotado.

Maré Zero faz parte de uma turminha de dez cachorros que recebem cuidados especiais dos agentes que atuam na Cidade de Deus. Batizado de “Amigos dos animais”, o grupo retira do próprio bolso o dinheiro necessário para conseguir medicamentos e ração para os cães que habitam as ruas do bairro.

“Não temos condições de levar todos eles para nossas casas. Por isso, sempre estamos em busca de lares que possam adotá-los”, comenta a soldado Rebeca Viegas, lotada na UPP da comunidade e uma das criadoras do “Amigos dos animais”.

Após o incidente em que foi atingido, Maré Zero foi encaminhado a uma clínica veterinária na Taquara, também na Zona Oeste da cidade.

“A doutora que cuidou dele já é nossa amiga, sequer nos cobra pela consulta. Nos aproximamos depois de tantos cachorros que já levamos até ela com algum tipo de ferimento”, afirma Viegas, ressaltando que muitos animais são maltratados apenas por serem cachorros vinculados à PM.

“Estávamos com medo do Maré Zero voltar e sofrer alguma retaliação apenas por ser um cão que nos acompanha. Ainda mais agora que ele virou celebridade! Mas, para o bem dele, conseguiu ser adotado”.

07
Divulgação

Fonte: Extra Globo


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOLOCAUSTO

INSPIRAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

SOLIDARIEDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>