conteúdo anda

Trinta e três leões são salvos da exploração em circos no maior resgate aéreo já visto

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Reprodução/ADI
Foto: Reprodução/ADI

Enfim livres do cativeiro, 33 leões serão transportados de circos na América do Sul diretamente para as savanas africanas na maior operação de resgate já vista.

Os leões serão resgatados de circos no Peru e na Colômbia e embarcarão em um voo para a África do Sul, para viverem o resto de suas vidas livres em seu habitat natural. O transporte aéreo de tantos animais selvagens de uma vez é considerado um feito inédito, que levará todos a um santuário em Joanesburgo.

Os leões sofreram muito no cativeiro e exploração do circo, vários tiveram suas garras cortadas e outros se recuperam de fraturas e dentes quebrados.

Foto: Reprodução/ADI
Foto: Reprodução/ADI

A operação será realizada nessa sexta-feira e foi organizada e financiada pela organização internacional Animal Defenders International. O grupo, sediado em Los Angeles, trabalhou por anos para sancionar leis que proibissem a exploração animal em circos na América do Sul.

A condição deplorável dos leões nos circos peruanos e colombianos foi suficiente para justificar o resgate, embora muitos outros animais ainda estejam sofrendo nas mesmas condições e a luta tenha apenas começado.

Foto: Reprodução/ADI
Foto: Reprodução/ADI

Em declaração oficial, a Animal Defenders International informou que um avião de carga irá buscar os primeiros nove leões em Bogotá e os vinte e quatro restantes em Lima, depois seguirá para Joanesburgo.

Foto: Reprodução/ADI
Foto: Reprodução/ADI

“Será emocionante e satisfatório ver esses leões correndo pelas savanas,” disse o vice-presidente da ADI, Tom Phillips. “É um dos maiores resgates qu já vi; nunca na história tantos leões foram resgatados na América do Sul e voaram direto para a África. Parece um conto de fadas.”, finaliza.

1 COMENTÁRIO

  1. Complementando: está operação chamada “Asas da Liberdade” é uma sequência da anterior operação denominada Arca dos Leões – responsável pela remoção na Bolívia de leões explorados em circos após proibição governamental, onde foram levados para um santuário no Colorado, vivendo em seus respectivos grupos familiares e em grandes cercados naturais, um filme comovente exibido no Canal Animal Planet no início do ano. Estes leões serão levados para o santuário Emoya Big Cat! É uma satisfação enorme vê-los livres de uma vida miserável, sendo restabelecidos sua dignidade. Parabéns a ADI e a todos os financiadores deste ATO DE RESPEITO E AMOR. Em tempo: o Brasil, como sabemos, não assinou nenhuma lei federal a este respeito. No Brasil se um caçador qualquer matar uma onça pintada o sujeito poderá ir para a cadeia devido a ausência do porte e registro regular da arma, quanto a onça será registrado um processo de crime ambiental associado a uma multa de R$ 5.000,00 pelo animal ser protegido no Apêndice I da CITES. “Crime ambiental independente da sua natureza e proporção não dá pena de restrição de liberdade”.

  2. Só precisamos ver se esses leões estão mesmo sendo levados para a liberdade ou para uma dessas fazendas de leões onde se pratica “canned hunting”. Na Africa do Sul são comuns “santuários de leões” que na verdade nada mais são do que fazendas onde turistas podem escolher um animal enjaulado e atirar neles. Vejam as imagens (https://www.google.com.br/search?q=canned++hunting&biw=1247&bih=553&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ved=0ahUKEwjXzOyLj7LMAhUFEpAKHcv9BnEQsAQIMQ), espero que neste caso seja diferente..

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui