CONTEÚDO ANDA

Especialista desvenda múmias de animais venerados no Egito Antigo

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/HeritageKey
Reprodução/HeritageKey

Nenhuma outra cultura venerou os animais como os antigos egípcios, que mumificaram seus queridos animais domésticos como se fossem humanos e adoraram gatos como deuses.

Agora, uma egiptóloga detalhou como embalsamadores antigos criavam estas múmias de animais, que variam de pequenos besouros até touros poderosos, diz o Daily Mail.

Em um vídeo, Salima Ikram, professora de Egiptologia na Universidade Americana no Cairo, descreveu o processo desde a remoção dos órgãos internos até o momento de embalar os animais em tiras de pano de linho. Ela também descreve suas próprias experiências na criação de múmias de coelho.

Reprodução/HeritageKey
Reprodução/HeritageKey

Segundo ela, o primeiro passo para a mumificação é a remoção dos órgãos. Depois se deve fazer a lavagem e secagem dos animais. “Eles fizeram isso da mesma maneira que foi feita com humanos, usando natron, uma combinação de sal e bicarbonato de sódio encontrada em partes do Egito”.

Ela explicou que o material suga a umidade, ajudando a preservar o corpo e também servindo como um desodorizante e desinfetante, o que teria sido particularmente útil no país quente. Uma vez seco, o corpo do animal estaria limpo e recebia aplicação de óleos antes de ser enrolada.

A professora esclareceu que os íbis foram os animais mais mumificados, mas milhares de cães, gatos, bovinos e até mesmo escaravelhos e camundongos foram preservados “por toda a eternidade”.

Os íbis representavam Thoth, o deus da sabedoria, do conhecimento e da escrita e também provocava inundações que mantiveram fértil a terra próxima ao Nilo.

Já os gatos eram mumificados como oferendas religiosas em enormes quantidades e acreditava-se que representavam a deusa da guerra Bastet, enquanto que os cães, por vezes, representavam divindades chacal, como Anubis, que foi associado à vida após a morte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui