CONTEÚDO ANDA

Ativistas lutam para impedir a exploração de golfinhos em pleno deserto do Arizona

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/Jonathan Jagot / Barcroft Media
Reprodução/Jonathan Jagot / Barcroft Media

Um plano para transportar um grupo de golfinhos para o deserto do Arizona para que turistas possam brincar com eles está sendo denunciado por ativistas dos direitos animais, que pretendem impedir a exploração dos animais.

Segundo o The Guardian, mais de 100 mil pessoas assinaram uma petição contra o plano de construir uma estação chamada “Dolphinaris” perto de Scottsdale, no Arizona. A instalação confinaria golfinhos em piscinas e obrigaria os animais a nadar com turistas.

A Dolphinaris já existe em cinco locais no México. Sua empresa-matriz, a Ventura Entretenimento, quer expandir para os Estados Unidos com a atração no Arizona, próxima ao OdySea no deserto, um complexo de 35 acres com tubarões, tartarugas e pinguins.

A OdySea negou ser afiliada ao projeto Dolphinaris. De acordo com relatos nos meios de comunicação mexicanos, a Dolphinaris deve abrir em julho. Um protesto contra a estação está previsto para o dia sete de maio.

O novo Dolphinaris seria construído em um ambiente quente e empoeirado, totalmente inadequado para os golfinhos, que são obrigados a nadar em pequenos e repetitivos círculos em uma área muito menor do que o seu habitat natural.

“Esses animais estão acostumados a nadar centenas de milhas em um ambiente diversificado e rico. Quando são colocados em um tanque, sua existência fica empobrecida. “, disse Sharon Young, coordenadora de questões marinhas da Humane Society.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui