Tutora de cadela maltratada ataca funcionários do CCZ com facão em Campo Grande (MS)


16
Divulgação

Em averiguação de denúncia de maus-tratos de uma cadela, funcionários do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) foram atacados pela tutora do animal com facão, ontem (18), na Rua Leila Mariano, no Bairro João Amorim, em Campo Grande.

Conforme informações do Boletim de Ocorrência, agentes do centro foram ao endereço depois de denúncia de que um cão havia sido jogado pela tutora, na rua, depois de apresentar sintomas parecidos com o de leishmaniose. No local, foi encontrada uma cadela, de porte médio, cor preta, que estava bastante magra, infestada de carrapatos, com descamação de pele, falta de pelos e unhas grandes.

O animal era recolhido no carro do CCZ quando a tutora apareceu e, aos gritos, xingou os servidores públicos. Ainda, ameaçou que atiraria contra eles.

Os funcionários anotavam a placa da moto da mulher para posterior identificação quando ela saiu com um facão e avançou na equipe. O capô do carro foi atingido e o vidro dianteiro do lado direito foi quebrado. Estilhaços acabaram ferindo um dos servidores.

O fato foi denunciado à Polícia Civil e a mulher pode responder por lesão corporal dolosa, ameaça, dano contra o patrimônio público e maus-tratos.

Fonte: Correio do Estado


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA

ARTIGO

MAUS-TRATOS

TRAGÉDIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>