Centro de Zoonoses já chipou 38 mil cães em Presidente Prudente (SP)


41
Divulgação

A partir do segundo semestre deste ano, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) dará sequência ao processo de “chipagem” de cães em Presidente Prudente (SP). Isso porque o órgão concluiu a inserção de microchip em mais de 80% da população canina da cidade. Isso significa que 38.053 cães, da estimativa de 46 mil no município, já têm o objeto. A sequência no processo refere-se à guarda responsável. Desta forma, a intenção é evitar que os animais fiquem soltos na rua.

Segundo o médico veterinário responsável pelo CCZ, Célio Nereu Soares, a Prefeitura informará à população, através de campanhas orientativas, que deverá manter os animais na residência.

“A intenção é divulgar que, caso os animais soltos na rua sejam recolhidos pelo CCZ, o tutor poderá sofrer sanção da lei”, explica.

Soares diz que a intenção, na sequência do processo de chipagem, é evitar que os animais fiquem soltos na rua e possam provocar acidentes com motociclistas, agressões e ainda se contaminem com doenças como sarna, micose, raiva, leishmaniose e passem para os próprios tutores ao retornarem à residência. Ele ainda acrescenta que a intenção é evitar a procriação de animais.

O médico veterinário esclarece que já começaram a surgir os efeitos do trabalho de chipagem em Presidente Prudente. Como exemplo, ele cita que já foi possível a identificação do tutor e a devolução de animais encontrados na rua e levados ao CCZ.

“Até mesmo o Corpo de Bombeiros, que recolhe alguns cães de grande porte, conduziu ao CCZ e foi feito o mesmo procedimento. Ou seja, passamos o leitor e conseguimos identificar o tutor”, pontua, esclarecendo que inclusive os equinos resgatadod pelo próprio órgão também recebem o microchip.

O responsável pelo CCZ conta que o trabalho de inserção de microchip em animais, atualmente, é realizado no Jardim Cinquentenário e em bairros vizinhos.

“Prudente é uma das únicas cidades do Brasil que realiza o serviço que tem embasamento através de lei, que obriga o munícipe a realizar o serviço, seja particular ou através do CCZ”, conclui.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SEGUNDA CHANCE

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA

FINAL FELIZ

PAUTA EMERGENCIAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>