Argentina

Filhote de golfinho morre ao ser retirado da água por turistas para sessão de "selfies"

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

golfinho
Foto: Divulgação

Uma bebê de golfinho morreu tragicamente na Argentina após uma multidão de turistas terem a arrancado do mar para fazer uma sessão de “selfies” com ela.

Evidências em vídeos do incidente mostram um homem tirando a indefesa animal do mar e andando com ela em seus braços em meio a cotoveladas e empurrões por parte da impensada massa de pessoas. As informações são do NY Daily News.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Acredita-se que o horrível incidente tenha acontecido na semana passada, logo após o vídeo ter sido postado por uma testemunha no Facebook no dia 10 de Fevereiro.

Os banhistas se reuniram ao redor da pequena filhote e assistiram à sua morte evitável em uma doentia tentativa de conseguir uma foto.

https://www.youtube.com/watch?v=WWMzuhIFKes

Segundo a reportagem, a insana multidão de Santa Teresita matou a bebê de golfinho por mantê-la fora da água tempo demais para tirar fotos ao lado dela.

O pequeno animal, um dos menores mamíferos do oceano, sofreu de hipertermia enquanto estava fora da água e morreu.

Mesmo após a indefesa criatura ter falecido traumaticamente, turistas munidos de câmeras continuaram a passar o seu pequeno corpo de mão em mão, até atirá-lo na areia como se fosse lixo.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O golfinho de La Plata, também conhecido como Franciscana, é tipicamente encontrado nas águas da América do Sul, nas costas da Argentina, do Brasil e do Uruguai.

Com aproximadamente 30.000 restantes no mundo, os Franciscana são considerados uma espécie vulnerável.

A Argentine Wildlife Foundation condenou o impensado ato em um comunicado e alertou o público para que seja consciente sobre a extrema vulnerabilidade dos mamíferos marinhos.

“Os Franciscana, como todas as outras espécies, não podem ficar por muito tempo fora da água, pois sua pele é muito fina, o que significa que tirá-los da água faz com que sofram rápida desidratação e morram”, diz o documento.

A Fundação orientou às pessoas que retornem imediatamente os vulneráveis animais à água se os encontrarem na praia.

“É fundamental que as pessoas ajudem a resgatar esses animais, pois cada golfinho Franciscana importa agora”, diz a Fundação.

Nota da Redação: Independente de estarem ameaçados de extinção ou não, cada indivíduo sempre importa, sempre conta, pelo simples e fundamental fato do seu direito à vida. Se as pessoas tivessem dentro de si essa noção, e a respeitassem, não ocorreriam coisas desse tipo e muitas outras.

1 COMENTÁRIO

  1. Muito sério isso. Qualquer Psiquiatra recém formado daria seu triste aval sobre tal cena e fatos. A população mundial está tão focada em TER do que no SER, que esquece princípios primários de civilidade e compaixão. Uma foto vale 1000% mais que uma vida! Sua imagem em redes sociais é algo muito mais focado e interessante que qualquer outro sentimento mais nobre (e menos exibicionista). Temo por um futuro triste, desagregado de pessoas e muito frio no que tange interpessoal entre humanos.
    Sabe o filme Her? Será pior que aquilo…
    Vergonhoso.

  2. Quanta maldade! bando de narcisistas idiotas. Faz sentido o que alguns especialistas tem afirmado que a mania de selfie a qual eles chama de “síndrome de narciso” é um caso psiquiátrico… ao meu ver nesse caso é de cadeia também.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui