Tratador de zoológico afirmava comer aves e animais ameaçados


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Tratador-chines
Foto: Divulgação

Um homem chinês que trabalha como tratador em um zoológico está sendo investigado sobre alegações de que ele mantinha aves ameaçadas de extinção e animais selvagens para se alimentar. O homem, identificado apenas pelo sobrenome de He, foi pego depois que ele postou fotos de aves mortas e depenadas em suas páginas nas redes sociais.

He, um tratador de pandas no Bifengxia Panda Base em Yaan, na província de Sichuan, postou imagens de aves preparadas no Weibo, o site chinês equivalente ao Twitter, com a legenda dizendo: “muito delicioso”.

Tratador-pandas
Foto: Divulgação

Foi por acaso que um funcionário de proteção de animais selvagens local viu as imagens na página de He, e as compartilhou em sua própria página. Depois que as imagens de He foram compartilhadas pelo funcionário de proteção de animais selvagens Liu Pan, elas rapidamente se tornaram virais e foram relatadas à polícia.

Liu disse: “Seus atos constituem a ilegalidade de manter e matar animais protegidos sob a lei de conservação de animais selvagens da China.”

Aves-despenadas
Foto: Divulgação

Depois que as fotos foram relatadas, ele foi preso pela polícia em Yaan onde as autoridades confirmaram que ele trabalha cuidando de pandas no Bifengxia Panda Base. Quando questionado sobre as aves, ele disse que as imagens mostravam criaturas que seriam libertas de volta à natureza.

Aves-mortas
Foto: Divulgação

A polícia está investigando esta afirmação e diz que todas as espécies de águia e falcão no continente estão incluídas na “lista nacional de animais selvagens protegidos”. É ilegal caçar, matar, vender ou comprar animais listados ou partes de seus corpos.

*É permitida a reprodução total ou parcial desta matéria desde que citada a fonte ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais com o link. Assim você valoriza o trabalho da equipe ANDA formada por jornalistas e profissionais de diversas áreas engajados na causa animal e contribui para um mundo melhor e mais justo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>