Cento e vinte animais silvestres são devolvidos à natureza em Campos (RJ)


Guarda Ambiental realizou a soltura dos animais silvestres (Foto: Divulgação/ Ascom)
Guarda Ambiental realizou a soltura dos animais silvestres (Foto: Divulgação/ Ascom)

Cento e vinte e seis animais silvestres foram devolvidos ao habitat em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. A soltura aconteceu entre dia 31 de dezembro e 30 de janeiro. Foram devolvidos à natureza 33 papa capins, 9 trinca ferros, 4 gambás, uma aranha caranguejeira, uma cobra preta, 2 frangas d’água, 38 pichanchões, 22 tizius, 2 azulões, 3 sanhaçus, 9 canários da terra.

No mesmo período, o Grupamento Ambiental Municipal (GAM) também fez 80 resgates de animais silvestres e apreenderam materiais de pesca do tipo tarrafas, alçapões e gaiolas. Isso, por medida de prevenção, já que este é período do defeso da piracema da água doce, que vai ate 28 de fevereiro.

Os animais apreendidos nas ações foram levados para o Hospital Veterinário e Núcleo de Pesquisas em Animais Selvagens da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), onde são avaliados e depois são encaminhados para seus habitats.

O Grupamento Ambiental foi criado há três anos e neste período já resgatou mais de 1.200 animais silvestres. Em casos de denúncias ou surgimento de animais silvestres, a população pode entrar em contato através dos telefones 153 e 2725-6483.

O Subcomandante da Guarda Ambiental, Marcos Soares de Souza, explica que é importante a colaboração da população nas denúncias. “Cuidar do meio ambiente é dever de todos. O resgate desses animais garante sua existência às gerações futuras. O grupamento atua na fiscalização de crimes ambientais nas diversas naturezas”, disse o comandante.

De acordo com o Artigo 29 da Lei 9605/98, é crime matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécies da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida. A pena pode ser detenção de seis meses a um ano, além de multa.

Fonte: G1

Nota da Redação: Como nós, os animais nasceram para viver livremente. Manter um animal engaiolado é um dos crimes mais cruéis do ponto de vista ético. Infelizmente as nossas leis ainda permitem que algumas espécies de aves sejam caçadas, comercializadas e aprisionadas apenas para satisfazer a ganância e os desejos inconscientes e cruéis de algumas pessoas. Não podemos mais aceitar calados este tipo de prática como também todas as outras que tratam os animais apenas como mercadoria ou objeto de decoração. As leis precisam avançar e proibir qualquer forma de manutenção de animais em cativeiro.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SUSTENTABILIDADE

NEGLIGÊNCIA

SOFRIMENTO

PORTO ALEGRE (RS)

INSENSIBILIDADE

GOIÂNIA (GO)

MÉXICO

ACIDENTE

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>