Verão: como saber se o cachorro está desidratado


Agua cachorro
Divulgação

Assim como no caso dos humanos, a desidratação nos animais domésticos pode ser muito perigosa, colocando em risco sua saúde e sua vida se não for resolvida a tempo. Mas muitas pessoas têm dificuldade em saber se seu cachorro está desidratado, por isso explicamos quais são os principais sinais deste estado e o que fazer para proteger a saúde do animal.

O animal pode acabar desidratado caso não tome suficiente líquido ou pode ser que alguma situação tenha feito com que ele perdesse mais água do que tomou. Os vômitos ou a diarreia costumam ser situações que fazem com que o cachorro perca muito líquido. Ao mesmo tempo, durante os meses de mais calor, o animal deve aumentar a ingestão de água, caso contrário corre o risco de sofrer de desidratação.

Um sinal inequívoco de que o cachorro está desidratado esconde-se em sua pele. Um bom consumo de água faz com que a pele seja elástica, por isso pegue um pouco da pele do cachorro localizada perto de seu ombro, ou na parte baixa da cervical, e realize uma dobra. Em animais hidratados, a pele volta logo em seguida à normalidade, mas se o seu cachorro precisa de água, a pele demorará um pouco mais em voltar a sua posição normal, indicando que lhe falta elasticidade, e portanto, líquido.

Thirsty yellow labrador retriever is drinking water from bowl.
Divulgação

Quando o animal parecer sonolento, com dificuldades para correr ou caminhar e se não estiver muito ativo, convém tocar seu focinho: se estiver seco provavelmente apresenta um quadro de desidratação. Para se certificar, você pode ainda olhar sua gengiva, se não parecer úmida mas sim ressecada, e em sua língua também faltar umidade, o cachorro está desidratado.

Diante de um caso de desidratação, o mais importante é que seu cachorro recupere o líquido e os minerais que perdeu. Tenta dar-lhe água, mas pouco a pouco, para evitar que ele vomite. Muitas vezes, depois de episódios de diarreias e vômitos, os cachorros se resistem a ingerir qualquer coisa. Nesse caso, você pode dar o líquido com uma seringa sem agulha, de maneira constante ao longo do dia.

Outra boa alternativa é dar a ele um caldo de frango ou de carne leve, que contém vitaminas, minerais e além do mais ajuda na hidratação. O cheiro pode fazer com que o animal se sinta estimulado a beber de forma mais simples.

Por último, existe uma alternativa simples e segura: o soro líquido para bebês, que também serve para cachorros. Ele é especialmente útil se o animal apresentou muitos vômitos e diarreia. No entanto, antes de fazer isso, você pode consultar seu veterinário para que ele lhe recomende a marca mais adequada.

Se depois de todas estas alternativas seu cachorro continuar sem beber líquidos e parecer cada vez mais apático e doente, você deve levá-lo com urgência ao veterinário. É muito importante que o animal recupere os líquidos perdidos ou sua saúde estará em risco.

cachorro-agua
Divulgação

Fonte: Um Como


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSCIENTIZAÇÃO

SOLIDARIEDADE

NOVOS LARES

RIO CLARO (SP)

EXTINÇÃO

VISIBILIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>