Cachorrinha amamenta filhotes de gato em Cajati (SP)


pipoca
Divulgação

Uma cachorrinha da raça Lhasa de apenas dois anos está chamando a atenção de uma família de Cajati, na região do Vale do Ribeira, interior de São Paulo. A cadela está amamentando os filhotinhos de uma gatinha que também vive no imóvel. Para os moradores, o caso da ‘mãe de aluguel’ é ainda mais curioso porque é a segunda vez que a cena se repete em menos de um ano.

O estudante Renan Braz conta que Pipoca, como é chamada a cachorrinha, chegou à casa da família em meados de 2013. Já a gatinha Polly veio um tempo depois. “As duas sempre conviveram bem. A Polly teve uma filha, que chamamos de Coruja, e a Coruja teve filhotes pela primeira vez no ano passado. Estranhamente uma das gatinhas começou a procurar a Pipoca para mamar e a gente achou diferente porque a cachorra realmente tinha leite. Agora no começo deste ano a Coruja teve filhotes e eles também foram atrás da cachorra”, explica.

leite
Divulgação

Hormonal

O leite materno da cadela Pipoca provavelmente apareceu por conta de uma gravidez psicológica, considerada comum por veterinários. O nome dado pelos especialistas é ‘pseudociese’. “Isso é um processo hormonal. Mesmo sem gestação alguns animais como cães e gatos produzem leite. Apesar disso, o fato da relação maternal entre os animais diferentes trata-se de uma questão de comportamento também”, pondera o veterinário Rubens Nogueira de Souza.

Apesar da procura involuntária dos filhotes pela cadela, o veterinário entende que o instinto materno aflorado de Pipoca tenha ajudado na relação. “Realmente existem outros casos semelhantes com outras espécies. Mas é importante ressaltar que tanto o leite de gato quanto o de cachorro são semelhantes e não há problemas para os filhotinhos”, acrescenta.

Além de Pipoca, os filhotinhos também procuram a mãe Coruja para se amamentar. O estudante diz que eles revezam o leite, mas parecem gostar mais da Pipoca. “É engraçado. Apesar da Pipoca cadela ter adotado os gatinhos, eles também procuraram a mãe biológica às vezes. O importante é que todos convivem bem”, destaca o jovem.

gata
Divulgação

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TURQUIA

AMOR

ASFIXIA

ATO DE AMOR

GENEROSIDADE

MOÇAMBIQUE

ÍNDIA

MINAS GERAIS

ESTUDO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>