Humanos podem ser responsáveis pelas doenças dos cães


Divulgação
Divulgação

A razão por que os Retrievers geralmente sofrem de distúrbios oculares e os pastores alemães têm tendência para ter artrite pode dever-se à domesticação dos seus antepassados, em vez de consanguinidade recente.

Um novo estudo sugere que a domesticação dos cães, que começou há mais de 15 mil anos, pode ter inadvertidamente levado a mudanças genéticas nocivas que continuam a afetar estes animais até hoje.

Os investigadores acreditam que as extinções populacionais ligadas à domesticação e criação de animais, em vez da consanguinidade, são a razão principal para os problemas como artrite e asma em cães populares.

Como reporta o Daily Mail, este estudo liderado por Kirk Lohmueller, da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, nos Estados Unidos, analisou as sequências genômicas completas de 19 lobos, 25 cães descendentes de cães indígenas e 46 cães domesticados de 34 raças.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Notícias ao Minuto


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CATIVO EM ZOO

CRIME AMBIENTAL

RESPONSABILIZAÇÃO

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

ESCRAVIDÃO

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>