Periquitos continuam a morrer atropelados em avenida em Manaus (AM)


Ipaam poda árvores que são reduto de periquitos. Em novembro de 2014, centenas de pássaros morreram misteriosamente no local (Clovis Miranda )
Ipaam poda árvores que são reduto de periquitos. Em novembro de 2014, centenas de pássaros morreram misteriosamente no local (Clovis Miranda )

Por motoristas de veículos pesados não respeitarem o excesso de velocidade na via e não utilizarem o lado direita da avenida Ephigênio Salles, Zona Centro-Sul de Manaus, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) com o consentimento da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) realizou neste final de semana a podagem das árvores do canteiro central como medida de prevenção da fauna e flora.

Quem passava na via no momento da podagem pode ver pessoas contra o ato, pois as árvores no canteiro central são usadas como dormitório por Brotogeris versicolurus, conhecidos como periquitos-de-asa-branca.

Foram retirados os galhos mais baixos e que ficavam nas vias, e no momento em que os caminhões passavam havia o choque entre os galhos. Nessa situação, os periquitos eram atropelados e em seguida morriam na via. De acordo com o Ipaam, no momento que realizavam os procedimentos da podagem, foi possível encontrar diversos periquitos mortos no local e era notável que as aves tinham sido atropeladas.

A Semmas informou que o procedimento realizado foi de prevenção e garantiu que essa podagem propiciará o crescimento saudável das árvores, proteger as aves que utiliza, os galhos expandidos para via e evitando que eles sejam atingidos principalmente por caminhões que insistem em trafegar na faixa da esquerda.

“Todo o procedimento foi acompanhado por técnicos do Ipaam, que instalou placas de orientação no local, para informar a presença das aves, porém os veículos pesados continuam trafegando na faixa que coloca os periquitos-da-asa-branca em risco. Portanto a medida visa proteger a fauna e a flora”, informou a secretaria.

O trabalho de manejo de copa foi realizado em 10 paliteira e duas mangueiras, além da retirada de galhos secos que representavam risco para pessoas e o tráfego no local.

Fonte: A Crítica


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CATIVO EM ZOO

CRIME AMBIENTAL

RESPONSABILIZAÇÃO

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

ESCRAVIDÃO

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>