Crueldade

Ativistas compram briga pela liberdade de polvo aprisionado no aquário de Santos (SP)

Por Leandro Ferro (Grupo Onda Vegana) e Alexandra Figueiredo (Animal SOS Baixada Santista)

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Conforme noticiado no portal G1 um polvo capturado, fruto da atividade de pesca, foi trazido ao aquário municipal de Santos, litoral de São Paulo, no último dia 25 de novembro.

Ao invés do órgão promover a reintegração do animal ao seu habitat, uma vez que dispõe de equipamentos e pessoal capacitado para isso, o órgão decidiu por aprisionar mais este exemplar e coloca-lo a exposição do assédio público, 6 dias por semana em um recinto fechado e artificial

Imediatamente após saber de tal fato, o grupo Onda Vegana direitos animais no litoral (https://goo.gl/Fb4QHU) , contatou imediatamente a administração publica e o legislativo para cobrar explicações e medidas concretas sobre o caso.

Um dia depois foi marcada uma reunião , que acontecerá no dia 1 de dezembro, com o administrador do aquário, Eder de Oliveira Santana, onde, integrantes do grupo irão pedir a reintegração imediata do polvo ao seu habitat natural e na presença de ativistas. Caso a proposta não seja aceita ,o grupo já prepara medidas judicias e políticas para que a reintegração do animal aconteça o quanto antes.

O aquário municipal de Santos possui uma série de denuncias sobre irregularidades envolvendo a exibição e alojamento de animais, e desde 2015 a região conta com um movimento crescente de oposição ao estabelecimento, justamente por conta do significativo encarceramento de animais.

1 COMENTÁRIO

  1. Só mesmo sendo uma alma doentia, de pura vilania, aprecia ver animais confinados em simulacros. O que há de saudável, bacana, inteligente e pedagógico nesses locais? Nada! Absolutamente coisa alguma…

    Triste o quanto a sociedade brasileira ainda precisa evoluir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui