#JeSuisDiesel

Animais de todo o mundo prestam homenagens a Diesel, a cachorra que morreu em operação anti-terror em Paris

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Humanos

Foto: Facebook
Foto: Facebook
Enquanto o mundo procura por algum resto de esperança na sequência dos ataques terroristas a Paris, não são poucos os heróis que dão as suas vidas para tentar ajudar.

Há um ex-marinheiro que usou o seu corpo como escudo para proteger a sua namorada de uma rajada de tiros. Um funcionário da FedEx recebeu uma bala no lugar de outra pessoa que estava em um bar durante um ataque.
E há outros exemplos incontáveis de pessoas cujos atos de altruísmo durante a carnificina poderão ficar para sempre no anonimato.
Mas hoje, o nome de uma mártir está ecoando por todo o globo. As redes sociais estão pagando o seu tributo especial a Diesel, a cachorra policial que morreu durante uma operação anti-terror, em uma campanha na qual tutores postam fotos de seus animais junto às hashtags #JeSuisDiesel (#Eu SouDiesel) ou #JeSuisChien (#EuSouCachorro), prestando-lhe homenagem. As informações são do The Dodo.
Foto: Facebook
Foto: Facebook
Diesel perdera a sua vida de uma maneira muito trágica. Conforme publicado pela ANDA, o fato aconteceu na madrugada do último dia 18 em um apartamento suspeito de ser o esconderijo do mentor dos ataques. Na operação, ela foi a primeira a entrar no local para avaliar o tipo de ameaça, e foi morta a tiros de fuzil AK47 disparados por uma mulher-bomba antes da mesma se suicidar com um cinto de explosivos.
No entanto, Diesel é tida como mais uma heroína e, ainda mais importante, dentre as cinzas do massacre, um símbolo improvável de esperança.
Diesel 1
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Foto: Twitter
Nota da redação: Apesar de estar sendo considerada uma heroína, em outras palavras, Diesel foi usada para morrer no lugar de humanos, pois fora posta ali por eles simplesmente para se expor ao perigo, como acontece com todos os cães explorados em atividades de forças policiais ou militares.
*É permitida a reprodução total ou parcial desta matéria desde que citada a fonte ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais com o link. Assim você valoriza o trabalho da equipe ANDA formada por jornalistas e profissionais de diversas áreas engajados na causa animal e contribui para um mundo melhor e mais justo.

1 COMENTÁRIO

  1. IRREPARÁVEL a MORTE desses ANJOS de LUZ&Cães HERÓIS que atuam nos Bombeiros, Polícia e esquadrões em Fronts de Guerra, Afeganistão, Paris a Diesel, CENTENAS morrem pelo mundo, ou se machucam tentando encontrar sobreviventes, Billy doou sangue 8anos e uma vez p/Cão da PM. Que Deus AMPARE esses anjos em seu colo! #JeSuisDiesel 4EVER!

  2. Não concordo com o uso de animais para trabalhos como este, de farejar explosivos. Abaixo o uso de animais pela polícia, no transporte, na “diversão”, etc.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui