Rede estadual de direitos animais discute decreto para políticas de trabalho conjunto


Divulgação
Divulgação

Discutir a criação do órgão executor da Rede Estadual dos Direitos Animais (REDA), foi o principal objetivo da reunião que aconteceu na tarde desta 5ª feira (19), no auditório da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, em Curitiba.

Representantes das secretarias estaduais de Educação, Ciência e Tecnologia, Agricultura, Segurança e Planejamento puderam entender e deram opiniões sobre o papel proposto à Rede e assim dar início a criação de uma política de trabalho conjunta.

“Queremos dar continuidade a um trabalho que começou no ano passado e que interessa a todos. Criar uma estrutura que atenda a todas as necessidades da REDA é só um dos nossos objetivos”, explica Laura Jesus, responsável pela coordenação da REDA na Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. “Com as propostas que foram colocadas aqui hoje, já vejo que a política de sustentação da Rede servirá de base para outras resoluções, já que estamos começando do zero, e poderemos caminhar juntos”, finalizou.

REDA

Assinado em abril de 2014, pelo Governador Beto Richa, o decreto regulamenta a elaboração e a implantação da política estadual de direitos animais no Paraná. A medida alcança todo tipo de animal, tendo como princípio fundamental a defesa e a proteção dos animais da fauna que convivem direta e indiretamente com as pessoas, principalmente no meio urbano, valorizando a relação homem-animal, garantindo direito à vida, liberdade e trato digno dos animais.

“Gostei muito do que ouvi aqui na reunião. Deu para perceber que teremos muito trabalho. A expectativa é a melhor possível. Vamos dar continuidade a essa política estadual já que não podemos executar nada sem uma base concreta”, afirmou Elizabeth Marinho, representante da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia.

Fonte: RTN Portal


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>