Células-tronco auxiliam tratamento de osteoartrite em cães


Novo estudo brasileiro traz esperança ao tratamento da doença, que pode atingir cães de diferentes idades e tamanhos

Cão durante o tratamento contra a osteartrite com células-tronco
Cão durante o tratamento contra a osteartrite com células-tronco

Thor é um boxer de 12 anos que sofria com os sintomas da osteoartrite nos dois joelhos, doença que limita bastante os movimentos de cães. O boxer mancava muito e não passava um dia sem receber analgésicos para atenuar suas dores. Agora, ele não utiliza mais a medicação e está bem mais ativo do que antes.

Tudo isso é possível graças ao tratamento com células-tronco processadas pela StemPet e pelo Centro de Pesquisa Sobre o Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL) da Universidade de São Paulo, que recebem o patrocínio da Thermo Fisher Scientific com o fornecimento de consumíveis para o cultivo das células-tronco. Além disso, o tratamento também é feito em parceria com o hospital veterinário Pet Care.

Além de Thor, outros cinco cães também passaram pelo tratamento – em breve, esse número deverá subir para dez. As células-tronco não curam a osteoartrite, mas são capazes de melhorar os sintomas da doença, pois, além da já conhecida ação regenerativa, as células liberam citocinas que são substâncias com ação anti-inflamatória, diminuindo a dor e melhorando a qualidade de vida dos animais.

Melhora contínua: 10 meses após a aplicação, animais seguem saudáveis

De acordo com Mayra Pelatti, bióloga e sócia-fundadora da StemPet, empresa especializada no processamento de células-tronco, que trabalhou no caso analisado, os animais se recuperaram muito bem e ainda são acompanhados para a checagem do andamento do processo curativo. “Nossos dados mostram que os resultados positivos são visíveis a partir de dez dias do início do tratamento. Temos cães que receberam a aplicação no início deste ano e permanecem bem e estáveis, sem fazer uso de analgésicos e anti-inflamatórios”, detalha.

A ausência dos sintomas da osteartrite nos cães é extremamente benéfica, porque geralmente os animais fazem uso constante de analgésicos, já que costumam sentir dor intensa ao se levantar, andar, correr e pular. Quando usados continuamente, os medicamentos podem comprometer a saúde dos animais.

Seus tutores são submetidos a avaliações periódicas para que a melhora dos animais seja mensurada e os relatos são positivos. Eles afirmam que os bichinhos tiveram aumento de qualidade de vida inquestionável, passando a se exercitar normalmente.

Futuro aguarda tratamento de cavalos e ovelhas com o objetivo de viabilizar estudos clínicos em humanos

Os próximos passos? “Os cães ainda devem ser monitorados, para que possamos definir o tempo de ação das células. Ainda não sabemos em quanto tempo os animais submetidos a aplicações precisarão de uma nova dose, e se precisarão de fato dessa repetição. Vamos acompanhá-los enquanto buscamos novos animais para aumentar nosso número amostral”, explica a bióloga.

Mayra reforça também a importância do estudo. “Este trabalho pretende contribuir para um novo tratamento de OA, reduzindo o sofrimento de muitos animais de companhia. Além disso, se verificado o benefício terapêutico em cães de grande porte, pode-se dar continuidade às avaliações em outros modelos, como cavalos e ovelhas, de modo a possibilitar futuros estudos clínicos em humanos”.

A Thermo Fisher está muito satisfeita com os resultados e a possibilidade de apoiar este projeto. “Ficamos muito felizes por poder doar estes insumos e contribuir de forma tão decisiva para alcançarem estes resultados que, mesmo preliminares, já se mostram bastante promissores. Essa é mais uma forma de demonstrar nossa missão, que é oferecer a nossos clientes apoio para tornar o mundo mais saudável, mais limpo e mais seguro”, explica Selma Cavalli, Gerente Comercial da Thermo Fisher.

Fonte: E de Repente 50


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOMENAGEM

ESCRAVIDÃO

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>