Insensíveis ao sofrimento

Trabalhadores de matadouros são mais propensos a violência, diz estudo

As pessoas que trabalham nos matadouros são mais propensas a serem insensíveis ao sofrimento, o que por sua vez pode torná-los mais propensos a serem violentos contra seres humanos, segundo...

355

03/10/2015 às 06:00
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(da Redação)

197544-indonesia-animal-cruelty

Foto: AFP/ Juni Kriswanto

As pessoas que trabalham nos matadouros são mais propensas a serem insensíveis ao sofrimento, o que por sua vez pode torná-los mais propensos a serem violentos contra seres humanos, segundo pesquisa publicada na revista Society and Animals.

O estudo descobriu que cidades com matadouros têm taxas mais elevadas de violência doméstica e crimes violentos, incluindo assassinato e estupro, o que levou a equipe australiana a investigar a situação, segundo o News.com.au.

De acordo com a professora da Universidade Flinder, Nik Taylor, quanto mais a atitude de uma pessoa for positiva para com os animais, mais baixos os seus níveis de agressividade. O inverso também é verdadeiro – se você é cruel com os animais, você é mais provável que seja violento com os seres humanos.

Taylor descobriu que os níveis de agressividade dos trabalhadores de matadouros são “tão altos que chegam a ser similares às taxas das populações encarceradas”.

A especialista acrescentou ainda que as mulheres na indústria da carne são ainda mais agressivas do que os homens. “Nós observamos mulheres muito agressivas. Talvez elas se sintam pressionadas a serem mais violentas”, disse Taylor.

O estudo incluiu trabalhadores da indústria da carne e agricultores. Os pesquisadores utilizaram uma escala de “propensão para agressividade”. A investigação mostrou que os agricultores têm atitudes menos agressivas do que a comunidade em geral.

Segundo Taylor, apesar da sua amostra ter sido pequena – 41 agricultores e 26 trabalhadores de matadouros -, ela se baseia em outras pesquisas que estabelecem uma ligação entre trabalhar num matadouro e ser mais agressivo e propenso a violência.

Um estudo de 2010, realizado pela criminologista canadense Amy Fitzgerald, descobriu que crimes violentos, incluindo agressão sexual e estupro aumentam nas cidades quando um matadouro é instalado.

A professora da Universidade de Windsor comparou estatísticas de 581 condados dos Estados Unidos para provar a ligação. De acordo com Fitzgerald, os trabalhadores tornam-se insensíveis à violência. Ela descartou fatores como o afluxo de homens e jovens imigrantes, comunidades que muitas vezes são culpadas injustamente.

Segundo Fitzgerald, não era a natureza do trabalho repetitivo e perigoso, mas o ato de matar um animal que causou o aumento da violência.

“Algo peculiar sobre (matadouros) é que (os trabalhadores) não lidam com objetos inanimados, mas com animais vivos. Eles são levados para a morte e, em seguida, processados”,afirmou.

Para Taylor, os resultados australianos mostram que é preciso mais estudos que avaliem o efeito do trabalho em matadouros tanto para os empregados colaboradores quanto para a comunidade.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.