Cientistas avistam baleia de até 12 metros viva pela primeira vez


Foto: Eco Desenvolvimento
Foto: Eco Desenvolvimento

Uma espécie de baleia que até então nunca havia sido vista viva (apenas seus fósseis eram conhecidos por pesquisadores) foi finalmente observada na costa do Madagascar. O primeiro vislumbre da baleia de Omura foi feito enquanto cientistas analisavam uma população de golfinhos na região, informou O Globo .

Catalogada em 2003 com base em animais mortos, a baleia que pode chegar até 12 metros de comprimento inicialmente foi confundida com uma Baleia-de-Bryde, mas os cientistas observaram que havia algumas diferenças entre o animal avistado e essa espécie do mamífero.

O estudo publicado na revista da Royal Society Open Science relata que esses primeiros indivíduos vivos da baleia de Omura foram identificados em 2011, durante uma pesquisa sobre golfinhos na região de Madagascar, quando os biólogos avistaram duas baleias adultas e um filhote, que pensaram ser Baleias-de-Bryde. No ano seguinte, voltaram a ver mais quatro baleias e perceberam que elas possuíam características um pouco diferentes.

Primeira população

Foi em 2013 que resolveram explorar áreas mais afastadas da costa e viram membros da espécie cerca de 13 vezes. Em 2014, o número de avistamentos chegou a 44 e então os cientistas constataram por meio de testes de DNA que haviam encontrado a primeira população viva da baleia de Omura.

“Alguns colegas pensaram que se tratava de uma espécie nova e começaram a pensar em nomes. São animais espetaculares, com corpos longos e estreitos”, afirmou o biólogo Salvatore Cerchio, que coordenou o estudo.

O avistamento da população de baleias de Omura nas águas do Madagascar revelou que a espécie circula em uma área maior que a esperada, extrapolando a parte oriental do Oceano Índico e chegando à sua parte ocidental.

Fonte: Terra


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CANADÁ

ABRAÇO ANIMAL

DENÚNCIA

JAPÃO

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>