Menina de 10 anos confecciona roupinhas para animais abandonados


(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Uma garotinha de 10 anos, de Joinville, Santa Catarina, resolveu aprender a costurar para ajudar os cãezinhos carentes de um abrigo animal.

Manuella Canabarrio começou a fazer roupinhas para os animais do abrigo. Mas, como eles eram muitos, mais de 500, ela decidiu confeccionar as peças para vende-las e, com o dinheiro arrecadado, ajudar os animais da instituição.

“Eu visitei a página e, depois, eu fui lá no abrigo. E vi que eram muitos cães, e a maioria era grande. Tinha pequenos, mas são poucos. Daí os cachorros poderiam também tirar por causa que é de velcro essas roupinhas, né? Daí eu tive a ideia de fazer as roupinhas pra vender. Foi assim que nasceu o projeto “Manu Pet”, explica a menina.

Ela já fez mais de 50 roupinhas, fora os bonés, bastante pedidos nas feiras beneficentes que a Manuella realiza, entre outros artigos – tudo costurado por ela.

“É um desafio, porque você fica pensando que a criança não vai levar muito a sério, né? E, como a Manu é totalmente diferente, ela é muito empenhada, às vezes, ela já vem com sono, e ela fica até o final da aula”, diz sua professora de costura, Marize Ferreira.

Com a venda dos produtos, em três meses, mais de 100 vacinas foram compradas pela “Manu Pet” para o abrigo animal. “Desde pequena, sempre quis ser veterinária, então, quando a gente mudou pra cá, há quase cinco anos, eu já queria ser veterinária”, fala Manuella sobre o seu grande sonho.

Assista à reportagem a seguir e se encante com essa empreendedora social mirim:

Fonte: Razoes para Acreditar


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO

EFICIÊNCIA

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>