Águia é encontrada morta a tiros duas semanas após ser libertada

08/09/2015


(da Redação)

Foto: Care2
Foto: Care2

Uma rara águia-das-filipinas foi encontrada morta apenas dois meses após ter sido solta de volta à natureza. As informações são da Care2.

Pamana, cujo nome significa “herança” no idioma filipino, foi resgatada ainda filhote em 2012 e levada ao Philippine Eagle Center (PEF) com feridas de balas. Ela passou três anos em recuperação neste local.

No dia 12 de junho, o Dia da Independência das Filipinas, ela foi devolvida à floresta em Mount Hamihuitan, situada na extensa ilha de Mindanao. Dois meses depois, no dia 16 de agosto, foi descoberto o corpo do animal a cerca de 800 metros de onde havia sido solta, após a indicação por um rádio transmissor de que ela teria parado de se mover.

De acordo com o Philippine Inquirer, ela foi encontrada em estado avançado de decomposição, e deveria ter morrido há no mínimo cinco dias.

“Seu corpo tinha um ferimento de aproximadamente 5 milímetros e um pequeno fragmento de metal que se acredita ser o estilhaço de bala de uma arma de fogo também foi recuperado junto aos restos mortais. A veterinária Ana Lascano disse que o pássaro foi baleado e a ferida levou a um trauma subsequente.

“Infelizmente, uma pessoa com uma arma pode atirar em quem quiser”, disse o diretor executivo do Philippine Eagle Center, Joseph Salvador, acrescentando que ninguém foi preso desde o último incidente.

“O potencial para ensinar às pessoas a importância das águias para a vida selvagem e a biodiversidade está comprometido”.

Espécie criticamente ameaçada

A águia-das-filipinas é classificada como uma espécie “criticamente ameaçada”  pela International Union for the Conservation of Nature (IUCN). A morte de um desses pássaros é punível em até 12 anos de prisão e uma multa de mais de um milhão de pesos (21.600 dólares).

Salvador disse que a fundação irá pressionar para que haja punição, mas acrescentou que a proteção do animal era realizada por um sistema inadequado de guardas florestais, com apenas seis incumbidos de proteger a vasta área de Hamiguitan, em Mindanao.

Esta águia possui uma envergadura de asas de cerca de 2 metros e pesa em média 6 quilos. Na lista das 10 maiores águias do mundo, ela está na sexta posição.

No entanto, encontrar comida tornou-se cada vez mais difícil, graças ao desmatamento e também ao desenvolvimento das Filipinas. Atualmente, as que restaram lutam para encontrar alimento e habitat para sobreviver.

Conservacionistas como a PEF estão dedicados a prover à ave um lar seguro, através de esforços educacionais e de preservação. Oficialmente estabelecido em 1987, o programa de reprodução do centro procriou 21 dessas aves nas últimas décadas.

A recuperação da águia americana

Talvez se possa extrair uma lição com a história da águia americana. Em 1963, com apenas 487 ninhos restantes, a espécie estava em perigo de extinção, devido à perda de habitat, ao ataque por tiros e à intoxicação por DDT.

Com a entrada em vigor da Lei de Espécies Ameaçadas em 1973 (Endangered Species Act), o U.S. Fish and Wildlife Service (USFWS) listou a espécie em 1978 como em perigo de extinção em 48 estados.

Vinte anos depois, em julho de 1995, o USFWS anunciou que as águias nesses estados haviam se recuperado ao ponto de aquelas populações previamente consideradas em perigo passarem a ser classificadas como “apenas” ameaçadas e, em 2007, a águia-careca foi removida também desta classificação. Estima-se que agora haja cerca de 70.000 desses animais nos Estados Unidos.

É uma história de sucesso, e seria maravilhoso que a águia-das-filipinas também pudesse ser resgatada da extinção.

Enquanto isso, espera-se justiça para Pamana.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(255, 255, 255)"}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
DOE AGORA

COMPARTILHE:

Você viu?


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
>