Mulher dedica um dia por semana para ler livros para cães de abrigo


(da Redação)

"Esta mulher vai à Humane Society do meu bairro e se senta em frente às gaiolas dos cães, e lê para eles", postou um usuário no Reddit. A foto recebeu mais de 5 mil votos nesta rede, e mais de 3.300.000 visualizações na rede Imgur. Foto: Divulgação
“Esta mulher vai à Humane Society do meu bairro e se senta em frente às gaiolas dos cães, e lê para eles”, postou um usuário no Reddit. A foto recebeu mais de 5 mil votos nesta rede, e mais de 3.300.000 visualizações na rede Imgur. Foto: Divulgação

Um dia por semana, quase todas as semanas desde que o seu cão faleceu há mais de um ano e meio, Sandy Barbabella vai ao abrigo da Western Pennsylvania Humane Society (EUA). Ela chega armada de paciência, uma voz gentil e as mãos cheias de livros infantis. As informações são do Huffington Post.

Abrindo um dos livros, ela se instala para um dia de leitura em voz alta para os  cães, interrompendo às vezes para ajudar a ensinar-lhes comandos como “sentar” e “sacudir”. Nas terças-feiras, seu ritual semanal chamou a atenção do usuário “puglife123” da rede social Reddit, que compartilhou uma foto de Barbabella lendo para uma pit bull idosa chamada Jade. O post imediatamente tornou-se viral.

Pelos últimos 14 anos, Barbabella teve um amigo de quatro patas a quem deu o nome “Angus”, em homenagem a Angus Young, da banda AC/DC. Quando o cão faleceu, ela decidiu que o voluntariado seria a melhor forma de devolver todo o amor que Angus lhe deu (A mãe de outros quatro filhos ainda deixa a tigela de Angus e a coleira ao lado da porta de sua casa).

“Eu desfruto desse trabalho e provavelmente me beneficio dele tanto quanto os cães”, disse Barbabella ao Huffington Post, através de uma porta-voz da Humane Society, explicando que ela ama a cada um e a todos os animais do abrigo igualmente. “Eles são todos meus favoritos. Às vezes eu apenas fico com eles no colo, e as lágrimas correm pela minha face enquanto penso sobre como as pessoas podem fazer certas coisas a um animal”.

Foto: Pinterest/Amy Crawford
Foto: Pinterest/Amy Crawford

E Sandy Barbabella realmente lê para cada um dos cães do abrigo, toda semana.

“Voluntários como Sandy são uma das peças mais importantes no cuidado aos animais em um ambiente de abrigo”, disse Joy Braunstein, diretor da Humane Society, em uma declaração à imprensa. “Nossos voluntários proporcionam horas de interação e brincam com todos os animais, desde saltar com os coelhos até acariciar gatos e fazer as múltiplas caminhadas que nossos cães necessitam diariamente”.

“Nós damos boas vindas a voluntários aqui no abrigo, assim como recebemos de braços abertos qualquer animal que entre pelas nossas portas”, acrescentou Braunstein. “Somos muito gratos a Sandy por seu contínuo suporte aos nossos cães. Ela já impactou muitas vidas através do seu tempo e sua profunda compaixão”.

Nota da Redação: O exemplo de Barbarella encoraja a que façamos o mesmo. Em todas as partes do mundo há abrigos onde estão milhões de animais, extremamente necessitados de carinho e atenção. Atitudes assim ajudam-lhes a suportar as suas duras vidas enquanto esperam por um lar.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA

ARTIGO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>