Grupo abolicionista no Rio Grande do Sul lança RAP em defesa dos animais


Por Alex Avancini (da Redação)

compata11

“Éramos livres em paz e vivos, cada um num habitat mantendo o equilíbrio, até o homem chegar expondo o seu instinto, destruindo tudo o que vê, baseado no egoísmo.”

O Rap é, foi, e sempre será politizado. É com essa rima consciente e direta que começa a canção “Nosso Lar”, composta pelo grupo gaúcho NASA RAP, composição feita especialmente para o grupo abolicionista vegano COMPATA, que atua em Passo Fundo-RS.

Os artistas Cashias Rodriguez, Henry Branco, Cassiano Dalmas e Roberto Faller Cagliero decidiram criar a música após um duelo de rimadores que ocorreu em um jantar vegano, oferecido pelo COMPATA em Passo Fundo-RS, onde o grupo acabou sendo tema dentro da batalha. A convite dos organizadores, surgiu a ideia de fazer um RAP que tratasse da temática animal. O que era apenas improviso virou projeto sério.

Tratando de assuntos importantes sobre a vida dos animais, o grupo sintetiza, em pouco mais de 3 minutos, temas como a caça predatória, desmatamento, poluição, confinamento em laboratórios, testes em animais, moda e pele animal, circo, rodeio e zoológico.

compata 2Para José Carlos Raya Nedel, voluntário do COMPATA, a música foi feita com o intuito de alertar a sociedade sobre fatos e acontecimentos comuns, que são de certa forma esquecidos, alinhando-se de forma geral à luta do grupo, pois o planeta em que vivemos é lar de outros seres também, não apenas dos seres humanos.

“A música foi feita com o intuito de alertar a sociedade sobre fatos e acontecimentos comuns, que são de certa forma esquecidos, alinhando-se de forma geral à luta do COMPATA, pois o planeta em que vivemos é lar de outros seres também, não apenas dos seres humanos”, acrescenta Nedel.


Letra da Música:

Éramos livres em paz e vivos
Cada um num habitat mantendo o equilíbrio
Até o homem chegar expondo o seu instinto
Destruindo tudo o que vê, baseado no egoísmo
Com uma ânsia maldosa de exterminar
Caçando nossas espécies, invadindo nosso lar
Com máquinas prontas pra desmatar
Construíram fortalezas cinzas e frias
Não sabemos por que tudo isso acontece
Será que essa frieza representa a sua espécie?
Que mesmo com isso não se sentiu satisfeito
Poluiu tanto o ar que pôs o mundo no “degelo”
Vejo os seres pensantes e sua química
Despejando seus restos pelos rios e o mar
Pensem um pouco antes do passo a dar
Porque o mundo é de vocês, mas também é nosso lar!

Seres racionais que só sabem devastar
Invadiram e destruíram todo esse lugar
Dominaram o ar, a terra e o mar
Aqui também é o nosso lar

Somos parte do meio, mas pra eles marionete
Trancados em laboratórios, cobaias de teste
Tiraram nosso valor, nos dando uma vida vã
O que vale mais, um casaco de pele ou de lã?
Somos troféus roubados do nosso meio
Usados e torturados nos circos e nos rodeios
E logo eles que se acham os seres racionais
Nessa terra são os seres mais superficiais
Analisa bem todo o enredo e vê quem tá errado
Os que vivem livres ou os que vivem enjaulados?
Não parece bastante pra você? É lógico!
Você não passa a sua vida preso num zoológico.
Ou fazer da sua sobrevivência apenas uma linha,
Entre a vida e a morte como os galos de rinha.
Somos apenas objetos vivos pra coleção
de seres infelizes alimentados pela ambição.

Seres racionais que só sabem devastar
Invadiram e destruíram todo esse lugar
Dominaram o ar, a terra e o mar
Aqui também é o nosso lar

Sobre o COMPATA:

A Associação Passofundense de Proteção aos Animais (COMPATA) foi fundada em 13 de maio de 1991, pelo presidente honorário Sr. Adão das Chagas. Trata-se de uma associação de direito civil privado, constituída por tempo indeterminado, sem fins econômicos, de caráter organizacional, promocional, recreativo e educacional, sem cunho partidário, com a finalidade de promover o combate do especismo em todas as suas formas e defender o meio ambiente harmônico e o fim da escravidão animal através do veganismo. A associação, que não recebe verba de órgãos públicos, promove palestras, exibições de documentários, debates, manifestações e seminários sobre a temática dos animais nos mais diversos aspectos. O objetivo é levar a conscientização de que todos os animais, humanos ou não, são seres sencientes, fazendo questão de deixar claro que não são um abrigo de animais e não lutam por jaulas maiores e sim por jaulas vazias, trabalhando como um grupo educacional de Direitos Animais (vegano e abolicionista).

E-mail: contato@compata.org
Site: http://www.compata.org
Facebook: http://www.facebook.com/COMPATA
Youtube: COMPATA Veganismo


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>