Casa Branca irá analisar petição sobre assassino de leão Cecil


Piper Hoppe, de 10 anos, mostra uma placa com a foto do leão Cecil, símbolo do Zimbábue, durante protesto em Bloomington, Minnesota (EUA). O ato foi contra a morte do felino, caçado por um dentista da cidade de Bloomington que pagou US$ 50 mil pelo safari (Foto: Eric Miller/Reuters)
Piper Hoppe, de 10 anos, mostra uma placa com a foto do leão Cecil, símbolo do Zimbábue, durante protesto em Bloomington, Minnesota (EUA). O ato foi contra a morte do felino, caçado por um dentista da cidade de Bloomington que pagou US$ 50 mil pelo safari (Foto: Eric Miller/Reuters)

A Casa Branca no início desse fim de semana que irá estudar a petição pública que pede a extradição do dentista norte-americano que matou “Cecil”, um leão do Zimbábue.

A petição já angariou mais do que as 100 mil assinaturas exigidas, e a Casa Branca declarou que responderá a todas as petições que atinjam este patamar.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, disse que cabe ao Departamento de Justiça responder a uma ordem de extradição.

O incidente está sendo investigado pelas autoridades do Zimbábue e pelo Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

EMPREENDEDORISMO

AÇÃO HUMANA

CONSCIENTIZAÇÃO

ABUSO

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

RETROCESSO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>