Hugo Boss anuncia que não usará mais peles em suas coleções


Por Augusta Scheer (da Redação)

hugoboss-592x399

A indústria da moda tem visto um triste ressurgimento das roupas de pele. Na contramão dessa tendência, o designer Hugo Boss anunciou que deixará de usar peles animais em suas coleções, a começar pela temporada de outono/inverno de 2016. As informações são do Ecorazzi.

“Os consumidores de hoje em dia são de uma geração que está reavaliando seus valores éticos e fundamentais”, segundo Bernd Keller, um dos diretores da marca. “Queremos incluir essa geração na clientela de Hugo Boss. Com nossos produtos, demonstramos que é possível ser diferenciado e luxuoso, levando em conta questões éticas e ambientais,” consta do relatório de sustentabilidade divulgado pela grife.

A decisão da marca resultou de uma pesquisa realizada entre seus clientes, que demonstrou a preocupação dos consumidores com a sustentabilidade, especificamente com o tratamento conferido aos animais.

Claire Bass, diretora executiva da organização Humane Society do Reino Unido, diz que “o compromisso da grife é uma mensagem poderosa para outras marcas de luxo, de que a crueldade contra animais nunca é elegante.”

A Humane Society é parte da entidade Fur Free Alliance, que se reuniu com Hugo Boss para discutir sua política de uso de peles.

Presidente da Fur Free Alliance, Joh Vinding afirma que “Hugo Boss assumiu uma liderança no mundo da moda, ao se posicionar contra a crueldade e eliminar o uso de peles em suas coleções.” A Alliance espera que outras marcas de luxo sigam o exemplo de Hugo Boss, já que existem tantas alternativas livres de crueldade, que são igualmente bonitas.

A marca se junta a nomes como Zara, Tommy Hilfiger, Calvin Klein, Stella McCartney e ASOS, que já aderiram totalmente às peles sintéticas, contribuindo para que os animais não sejam mais torturados e mortos em nome da moda.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECONHECIMENTO

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>