Governo de condado nos EUA tem área de convivência para gatos dentro de seu escritório


Por Patricia Tai (da Redação)

Foto: Pinterest/Tiffany Tillison
Foto: Pinterest/Tiffany Tillison

Não é preciso ser um amante de livros para se apaixonar por esta “biblioteca”.

No escritório do governo do condado de Doña Ana, no Novo México (EUA), há uma chamada “cat library”, onde os funcionários podem pegar um felino para lhe fazer companhia durante o trabalho. Ou seja, trata-se de uma “miau-teca”. As informações são do Huffington Post.

Embora o programa exista há aproximadamente três anos, ele passou a ser mais conhecido agora quando Tiffany Tillison, uma das funcionárias, postou uma foto do adorável conceito na rede social Reddit, onde rapidamente tornou-se viral com mais de 5.500 votos em poucos dias. E apesar da “cat library” parecer um sonho tornado realidade para pessoas que gostam de gatos, ela serve principalmente a um propósito maior: elevar a conscientização sobre os abrigos de animais e ajudar na adoção dos gatos.

“A maior parte dos abrigos de animais costuma ficar em locais mais afastados, fora dos limites das cidades, e quem pensa em adotar um animal geralmente precisa deslocar-se até esses lugares”, conta Tillison ao Buzzfeed. “Mas com este programa, centenas de pessoas passam por nosso saguão todos os dias, e elas não podem deixar de vê-los!”.

Página do Instagram do condado, avisando que chegaram novos filhotes e convidando os funcionários a irem vê-los durante o horário de expediente. Foto: Instagram/A
Página do Instagram do condado, avisando que chegaram novos filhotes e convidando os funcionários a vê-los durante o horário de expediente. Foto: Instagram/donaanacounty

O condado trabalha em parceria com o Animal Service Center (equivalente a um Serviço de Controle de Zoonoses) de Mesila Valley, e de acordo com a diretora do abrigo, a Dra. Beth Vesco-Mock, usar o serviço é simples. O abrigo leva os gatos para a área de convivência denominada “kitty kondo” – um tipo de playground para os gatos na empresa – e os funcionários podem pegar um gato para ficar em suas mesas e brincar com eles, devolvendo-os depois ao local. Beth afirma que o programa beneficia tanto os gatos, alguns dos quais são portadores de necessidades especiais, quanto as pessoas.

“Os filhotes brincam e se socializam”, diz Beth. “E isso ajuda a reduzir o estresse no escritório e nas baias”.

Muitos dos animais acabam sendo adotados pelos próprios funcionários, que não se contentam em passar apenas pouco tempo com os felinos. Quando todos os gatos conseguem lares definitivos, o abrigo manda “uma nova safra” de amigos peludos. Segundo a reportagem, 100 felinos já encontraram novas famílias através do programa.

Enquanto a quase absoluta maioria das prefeituras e governos, sobretudo de países em desenvolvimento mais atrasado como o Brasil, simplesmente ignora ou até repugna os animais não humanos – desprezando-os nas ruas ou matando-os nos centros de zoonoses – esta iniciativa do governo deste condado traz os animais para dentro de seu escritório para conviver com os funcionários e assim promover contatos e adoções. Atitude louvável e digna de ser replicada.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DOÇURA

EXTINÇÃO

SONHO REALIZADO

CARIBE

POLÍTICA AMBIENTAL

SÃO PAULO

AÇÃO HUMANA

TRAGÉDIA

MASSACRE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>