explorados para o entretenimento

Mini zoológicos aos poucos são fechados na Inglaterra

Por Dudu Zen (da Redação)

Recentemente, a ONG PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) do Reino Unido recebeu a ótima notícia que outro mini zoológico — desta vez, na Universidade de East London — foi fechado em virtude de questões éticas depois que a instituição escreveu para os organizadores. Veja abaixo um resumo do que exatamente há de errado com esses locais:

Foto: PETA
Foto: PETA

1. São extremamente estressantes para os animais

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Animais — especialmente presas acanhadas como coelhos e chinchilas — geralmente não gostam de serem tocadas o tempo todo. Em mini zoológicos, eles não têm escolha. E pelo fato de esses eventos serem normalmente em espaços públicos, multidões e barulho só aumentam o desconforto para o animal.

2. Os animais normalmente vêm de criadouros assim

Criadouro de animais fotografado em investigação secreta
Criadouro de animais fotografado em investigação secreta

Uma investigação recente revelou as condições assustadoras das instalações de criadouros europeus para “produção em massa” de animais visando maximizar lucros. E o enorme número de animais conseguido nesses criadouros levou a uma crise de privação de habitação aos animais.

3. Os efeitos nefastos da vida na estrada

Animais em mini zoológicos passam a maior parte do tempo sendo transportados de um espaço para o outro, geralmente em gaiolas pequenas que mal suprem suas necessidades básicas. Isso causa sofrimento e frustração o que, com o tempo, pode levar a comportamentos anormais, neuróticos e até autodestrutivos.

4. Mini zoológicos só querem os animais “mais fofos”

Isso significa que quando os animais envelhecem ou se tornam mais difíceis de serem manejados, são descartados — ou seja, abandonados ou mortos para dar espaço para multidões de bebês.

5. Também há riscos para a saúde dos humanos

Especialistas indicam que os mini zoológicos são focos de sérias doenças, e estão ligados a surtos como E coli, particularmente com riscos para idosos e crianças pequenas — o que dificilmente corresponde ao “entretenimento amigável para a família”.

6. Animais não são objetos para serem expostos

São indivíduos sencientes, que merecem mais do que serem tratados como aparatos para entretenimento humano.

 

1 COMENTÁRIO

  1. A essência está aqui “São indivíduos sencientes, que merecem mais do que serem tratados como aparatos para entretenimento humano.”

    Expor seres vivos em simulacros para puro deleite voyeurista é, simplesmente, vergonhoso.

    Um importante passo foi dado.

  2. Mini zoos ou hiper aquários para confinamento, é tudo produto da anormalidade humana que encarcera animais porque não é capaz de apreciá-los livres, muito menos é capaz de entender porque precisam tanto de liberdade para serem felizes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui