Cachorros são encontrados mortos e mutilados em Canil Municipal de Ibiá (MG)


Foto: ACV/Divulgação
Foto: ACV/Divulgação

A Associação de Cão e Vida (ACV) e a Prefeitura de Ibiá, no Alto Paranaíba, apuram o que aconteceu com dois cachorros que foram encontrados mutilados no canil da cidade, durante o fim de semana. O cães, sendo um filhote, foram localizados por integrantes da associação. Um deles havia sido encontrado na rua e estava em tratamento.

Segundo o coordenador da vigilância em saúde e responsável pelo canil, Luiz Fernando Machado, no dia anterior ao fato havia funcionários no local. A presidente da associação, Thaís Moniele Rodrigues de Souza, disse que eles iam fazer um mutirão de limpeza quando encontraram os animais. As duas instituições devem se reunir na tarde desta segunda-feira (25) para discutir a situação. O G1 entrou em contato com a Polícia Militar e foi informado que nenhuma ocorrência foi registrada.

Luiz contou que o cachorro encontrado morto foi localizado doente em uma rua, na última semana, e foi recolhido para tratamento. “Ele estava reagindo. Aí, sábado ele estava morto. Tinha mais um cachorro na ala, junto com ele, mas acredito que eles não brigaram, porque eles estavam debilitados. Estamos averiguando pra ver o que ocorreu com o cachorro pra saber se foi briga entre eles ou se outro animal entrou lá. Não é uma fato comum de acontecer. A última vez que ele foi visto com vida foi por funcionários na sexta-feira a tarde”, disse.

Foto: ACV/Divulgação
Foto: ACV/Divulgação

A presidente da ACV disse conversou com uma veterinária para ver o que pode ter acontecido. “O corte está muito bem feito, não tem nada de sangue no local. Inicialmente a gente pensou que teria sido outro animal, porém não deu pra identificar se foi alguém que entrou e fez aquilo ou se foi o próprio companheiro dele. Em relação à comida, as vasilhas sempre estão cheias de ração. O fato assustou muito a gente. Vai ter uma reunião entre o pessoal da vigilância, da associação e com a veterinária pra deixar mais claro o que aconteceu”, afirmou.

Canil Municipal e ACV

Em relação ao trabalho desenvolvido pelo canil, Luiz ressaltou que há funcionários no local durante a semana e também durante o fim de semana. Além disso, há um veterinário que cuida e dá assistência aos animais. “Os cachorros são bem tratados. Também fazemos adoção no local, damos comida e medicamos. Atualmente existem 20 animais que foram recolhidos na rua. Pegamos aqueles que estão machucados e doentes para tratamento. Não temos condições de levarmos todos pra lá, porque a estrutura é pequena”, contou.

O coordenador disse que está à disposição da população para que conheçam o trabalho da entidade. “A gente está à disposição para atender o público para visitar o canil e saber como nosso trabalho é feito, para não julgar antes de conhecer o que a gente faz. Por um fato inusitado, as pessoas julgam todo trabalho feito há cerca de cinco. Nosso trabalho é sério e queremos tanto a saúde do animal quanto das pessoas”, comentou.

Em relação a ACV, o último sábado foi a primeira vez que a instituição fez o mutirão de limpeza no local. De acordo com informações da ACV, a parceria entre as duas instituições é recente e há apoio da veterinária para animais do projeto que não tem fins lucrativos.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRATAMENTO MÉDICO

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>