Comissão e ONG debatem direitos animais em praças e parques


Foto: Gabriel Venzon/Assessoria de Imprensa
Foto: Gabriel Venzon/Assessoria de Imprensa

Em encontro realizado nesta semana, a Frente de Apoio ao Bem Estar à Vida Animal com a presidente da ONG do Peludos, Arlene Lazzari foram tratados assuntos sobre as diretrizes que regem o acesso de animais domésticos em parques públicos em Farroupilha.

Na reunião, estiveram presentes as assessorias jurídicas, da Câmara através da advogada Michelle Abel Rombaldi e da ONG com o advogado Alex Sebben.

O Código de Posturas do Município que está sendo reformulado pelo Poder Executivo explana no artigo 74 que: os cães só poderão ser conduzidos nas vias e logradouros públicos, presos por uma guia, e quando necessário com focinheira, sendo o condutor seu responsável.

Segundo Arlene, locais como Parque dos Pinheiros e Praça da Matriz não permitem a circulação de animais. Um dos motivos pelo qual há esse impedimento, é em razão dos dejetos dos animais que não são recolhidos por quem está caminhando com o animal. Por outro lado, é lei, que, o não recolhimento dos dejetos resulta em multa.

Durante a reunião, vereadores sugeriram espaços adequados para a recreação do cão dentro dos parques. Para isso, é necessário um estudo completo dos parques e praças do município, contemplando centro, bairros e interior.

Foi discutido e analisada a possibilidade de realizar um encontro com alunos de ensino médio e superior sobre o tema “animais domésticos” . Pois segundo os parlamentares, e voluntários da ONG, se não houver uma mudança de cultura da população, o trabalho das instituições de proteção se tornarão ineficazes.

A Frente Parlamentar é formada pela vereadora Maristela Pessin, a Tetella (PMDB), Aldérico Bonez de Matos (PSB), Alberto Maioli (PDT), Josué Paese Filho (PP), Sedinei Catafesta (PROS) e Vinicius Grazziotin de Césaro (PT).

Fonte: Leouve


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>