Nova campanha luta pela abolição do aprisionamento de cães


Por Lígia Cunha (da Redação)

Cão desfruta de sua liberdade (Foto: ABC)
Cão desfruta de sua liberdade (Foto: ABC)

Segundo o site ABC, a associação protetora de animais Libera, juntamente com a Fundação Franz Weber, começou na Espanha uma campanha para que os cidadãos denunciem casos de cães presos por muitas horas, tanto em residências rurais ou urbanas como em varandas de prédios.

De acordo com a associação, a intenção é dar visibilidade a esta prática de maus-tratos aos animais, que é o aprisionamento de cães por grandes períodos, para começar a erradica-la através de uma campanha de denúncias. Assim, o projeto oferece a possibilidade de qualquer pessoa denunciar casos de cães presos ou amarrados por muito tempo pela internet, no site Sen Cadeas.

A nível legal, manter um cão em condições de encarceramento, sem alimento ou em espaços inadequados para sua sobrevivência, envolve a prática de uma infração leve, punida com até 500 euros de multa, embora possa se tornar uma penalidade grave se o animal precisar de cuidados veterinários ou tenha sido ferido, afirma a ONG Libera.

A associação também lembra que manter animais em condições de cativeiro causa “diferentes problemas físicos e psíquicos” e que eles podem precisar de uma socialização adequada, além de tornarem-se “agressivos”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

MAUS-TRATOS

HABITATS DESTRUÍDOS

OMISSÃO

ECONOMIA CIRCULAR

DEDICAÇÃO

TECONOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>